Zillow: comprar um imóvel já é mais vantajoso que alugar no sul da Flórida

0
2267

Com o preço dos aluguéis subindo e a recuperação do mercado imobiliário, valor da prestação fica menor que o do aluguel em pouco mais de um ano

O mercado imobiliário no sul da Flórida continua dando sinais de recuperação. Um dos mais importantes é a rapidez com que um imóvel encontra o seu ‘break-even point’, quando o valor do aluguel de um imóvel acaba ficando mais caro que o valor da sua prestação, ou mortgage.

Com o aumento no preço dos aluguéis e o reaquecimento do mercado de imóveis, a compra está se tornando uma opção cada vez melhor para os floridianos, segundo dados levantados pelo website de avaliação imobiliária Zillow.com do primeiro trimestre deste ano.

No condado de Palm Beach, o valor prestação da casa própria fica mais barato que o valor de mercado do aluguel do mesmo imóvel depois de 1.3 anos, em média. Em Broward, 1.1 anos.

A marca de ‘break-even’ é ainda menor que um anos em cidades como Lake Worth, Greenacres, Lauderhill, Tamarac e Coconut Creek.

Entre as 35 maiores áreas metropolitanas pesquisadas pelo Zillow, a região dos três condados do sul da Flórida ficou em quarto lugar no país em rapidez para alcançar o ‘break-even’. Historicamente, o tempo para se alcançar o break-even é de cinco a sete anos.

Ainda que os compradores devam sempre olhar a compra de um imóvel como um investimento a longo prazo, é cada vez maior o número de pessoas que buscam ficar pouco tempo no imóvel para realizar rapidamente o seu investimento.

“Mesmo que você não fique muito tempo no imóvel, vale a pena comprar”, diz um corretor de imóveis da Balisteru Realty, no sul da Flórida.

Como exemplo, ele cita o caso de um de seus clientes, que alugou um apartamento em Lighthouse Point por três anos, pagando $1,100 por mês. Mas logo encontrou um apartamento em um condomínio próximo, com vista para o mar, à venda por $165 mil, com prestações de $850 por mês. Não pensou duas vezes.

“Não acredito que comprei tão barato assim”, disse o cliente. “As pessoas devem estar malucas por não comprarem nessas condições”.

Explicando a sua metodologia, a Zillow disse que pesou todos os custos possíveis, tanto do aluguel quanto a compra (adiantamentos e depósitos, pagamentos, ‘closing-costs’, prestações, seguro, imposto predial, gastos com manutenção). Em seguida, usou taxas históricas de valorização dos imóveis para determinar quanto tempo seria necessário para que a compra seria mais vantajosa que o aluguel.

“Se um imóvel valoriza-se com o tempo, você vai alcançar esse ponto `quando comprar se torna mais barato que alugar`, porque haverá e’equity’ (quando o valor do imóvel supera o valor da dívida),” disse Svenja Gudell, diretor de pesquisa econômica da Zillow. “Quando os aluguéis sobem, isso somente quer dizer que suas despesas aumentarão.”

O valor dos aluguéis de casas e apartamentos tem subido em anos recentes, principalmente por causa da procura dos ex-proprietários que perderam suas casas na crise imobiliária passada e que ainda não conseguem qualificar-se para novos financiamentos.

Apesar do alto preço, os aluguéis continuam sendo a melhor opção para muita gente, principalmente para quem não tem dinheiro suficiente para dar de entrada num imóvel.