Advogado tira dúvida dos leitores sobre imigração – Edição 563

0
1697

Clique aqui para enviar sua dúvida de imigração, ela será respondida na medida do possível


Renata Castro, advogada com escritório em Weston e Naples (FL), telefone (954)888.6383.

? Moro nos EUA desde 2001, tenho dois filhos americanos, um com 23 e outro com 21, minha filha ten ou me legalizar, mas como tenho duas entradas pelo México, a imigração alegou que nao sou elegível para o green card, somente concedeu a meu marido. Hoje meu marido tem o green card já todo este tempo. Tenho alguma chance de me legalizar?
Renata –
É preciso que você faça o pleito de um pedido de perdão junto à imigração para que você possa então prosseguir com um pedido de residência. Sugiro que você entre em contato com nosso escritório para determinarmos durante uma breve consulta a melhor estratégia legal para o seu caso.

Bom dia, morei nos EUA e fui deportado em 2010. Existe alguma chance de eu conseguir o visto algum dia? Pois hoje, já sou casado e tenho filhos e estou estabilizado no Brasil, mas minha filha sonha em conhecer a Disney.
Renata –
A deportação não impede a obtenção de vistos futuros, mas é preciso esperar um periodo de 10 anos após a saída dos EUA. As chances de conseguir o visto antes disso são pequenas.

Bom dia, passei exatos 11 meses Em Boston no ano de 2001/2002. Tentei retornar em 2003, mas no aeroporto me deportaram, porém o oficial disse que eu poderia tentar outro visto porque aquele estava cancelado a partir daquele momento. Após isso não tentei mais visto. Quero agora retornar para levar minha filha a Disney. Poderá haver impedimentos no novo pedido de visto?
Renata –
Não há como determinar o resultado de um pedido de vistos, já que vistos de turista são discricionários e, portanto, sujeitos as decisões individuais de cada agente consular. É importante que você faça representações verdadeiras no seu formulário e leve documentos que mostrem que você tem fortes vínculos com o Brasil.

Minha cunhada mora nos Estados Unidos e é cidadã americana. Ela já tem dupla cidadania. Sei que ela pode aplicar para a irmã dela, minha esposa. Minha dúvida é: nesse processo que leva 12 anos recebemos algum tipo de documento para não ficarmos ilegais nesse longo periodo?
Renata –
Se a sua cunhada iniciar o pleito para a irmã dela, sua esposa, para recebimento do green card, não há nenhum tipo de visto temporário que permita que vocês fiquem nos Estados Unidos esperando o trâmite imigratório.

Desejo saber como proceder em relação aos meus netos, uma vez que a mãe deles se casará com um americano. Segundo minha filha, o noivo americano deu entrada no visto de noiva dela e quer entrar com o visto K2, para as crianças. Preciso saber se meus netos conseguirão entrar nos EUA com facilidade.
Renata –
Sua filha entrando nos Estados Unidos com o visto K-1 poderá pleitear, dependendo da idade dos filhos, um visto para os filhos também, uma vez que a sua filha se tornará residente legal mediante casamento nos EUA dentro do período previsto por lei. O K-2 será emitido para os seus netos que, por conseguinte, também se converterão em um green card.

Gostaria de saber se for para os EUA com visto de estudante, se posso levar esposa e filhos como acompanhantes durante este período, e se conseguir uma proposta de emprego, estando como estudante se posso mudar o visto para trabalho?
Renata –
Você pode sim efetuar o pedido do visto F-2 para sua esposa e filhos, e, contanto que você possua status imigratório legal, poderá pleitear um visto de trabalho mediante adequação aos requisitos impostos pela imigração.

Minha tia tirou o visto e foi criança para os EUA, porém ela viveu ilegalmente depois dos seis meses. Ela teve dois filhos lá e voltou para o Brasil em 2012, mas quer tentar tirar o visto para turista desta vez. É possível? Ela tem chances de conseguir o visto de turista, ou precisa esperar um prazo ou pedir o perdão?
Renata –
Seriam necessárias mais informações para emitir um parecer no caso da sua tia.  Entre em contato com nosso escritório para mais esclarecimentos renata@kordaburgess.com para atendimento em português.