Aécio diz que não será vice de Serra

0
599

Mas PSDB quer convencê-lo do contrário, para não perder votos em Minas Gerais

O governador Aécio Neves (PSDB) não pensa na possibilidade de uma chapa puro sangue nas eleições de 2010. Ao ser questionado sobre se aceitaria ser vice do virtual candidato do partido, o governador de São Paulo José Serra, o mineiro não titubeou: “Eu sequer cogito essa hipótese”, disse Aécio.

O governador de Minas deve se candidatar ao Senado. “Eu respeito todas as posições de dentro e de fora do partido e me sinto até honrado quando vejo que algumas pessoas acham o meu papel nesse processo”, revelou Aécio, que prometeu empenho total na campanha de Serra. O problema é que caciques do PSDB temem que a ausência de Aécio na chapa possa enfraquecer o projeto da volta do partido ao Palácio do Planalto.

Em Minas, a avaliação é de que boa parte dos votos que seriam do mineiro caso ele fosse o candidato tucano não serão transferidos para José Serra. Pelo contrário. Para políticos e cientistas políticos, boa parte do eleitorado mineiro tenderá a um voto “anti-Serra”, o que melhoram as perspectivas para a candidata do governo, Dilma Rousseff. A ministra é mineira e vem intensificando suas visitas ao Estado que é o segundo maior colégio eleitoral do País.

Aécio informou que, independentemente das questões nacionais, ele vai percorrer o Estado para inaugurar obras, encontrar companheiros e reacender no coração dos mineiros “um sentimento de esperança”. Seu objetivo, garantiu, é conseguir dar continuidade ao modelo de governo que vem desenvolvendo no Estado desde 2003.