Aécio pressiona PSDB por definição de candidatura

0
517

Ele admite mudança de planos se partido adiar decisão sobre chapa

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), demonstrou desconforto com a decisão de seu partido em protelar a decisão sobre a escolha do candidato à Presidência da República. Ele admitiu que poderá concorrer ao Senado caso o PSDB não tome uma decisão sobre a disputa presidencial até o início de 2010.

Pré-candidato a presidente, Aécio disputa a indicação do PSDB com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB). O mineiro disse percebe uma convergência no partido para decidir as prévias entre dezembro e janeiro. Porém, caso isso não ocorra, afirmou que vai se voltar “integralmente” para Minas. “Se o partido optar por alongar um pouco mais esse prazo eu vou mergulhar na nossa campanha aqui no Estado, sendo candidato ao Senado da República”, afirmou Aécio.

Apesar da disposição em se candidatar ao Senado, o governador mineiro disse que está animado com a perspectiva de o PSDB antecipar “um pouco” o processo de escolha do candidato a presidente. Na avaliação de Aécio, o PSDB deve decidir seu candidato para discutir as alianças para as eleições de 2010. Ele disse acreditar que definir a candidatura em março, como defende Serra, é um prazo “extremamente” longo ou tardio para construir uma aliança “mais sólida”.