‘Ai se eu te pego’ invade os Estados Unidos

0
514

Matéria do Miami Herald alerta para a “epidemia” deflagrada por Michel Teló

Por: Carlos Wesley

Michel Teló“Tem um vírus se espalhando pelo mundo”. Assim o jornalista do Miami Herald iniciou a matéria publicada esta semana sobre o novo fenômeno musical do momento, o brasileiro Michel Teló, intérprete da ‘Ai se eu te pego’. Escrito por Jordan Levin, o texto mereceu grande destaque na edição impressa e na Internet e atesta que o hit começa a invadir os Estados Unidos, depois de varrer o Brasil e na Europa.

“Os sintomas desta epidemia não são febre alta e dores no corpo, mas manifestam-se através de sorrisos, mãos para o alto e balanço nos quadris”, explica o autor da matéria, que compara ‘Ai se eu te pego’ com ‘I wanna hold your hand’, dos Beatles, e ‘Macarena’, do dueto Los del Río, como ícones de músicas que não saem da cabeça. O jornal chegou a entrevistar um executivo da gravadora de Teló (Som Livre) no Brasil e ele teve que admitir que o sucesso foi inesperado.

Mas boa parte deste fenômeno, acrescenta o texto, deve-se à Internet. Segundo Levin, apesar do refrão fácil de lembrar e da coreografia sugestiva, o que de fato catapultou Teló ao estrelato foram as celebridades do futebol Neymar e Cristiano Ronaldo, principalmentecomemorarem seus gols com a dancinha do ‘Ai se eu te pego’. E o vídeo original do cantor no Youtube já ultrapassou a marca dos 300 milhões de acessos e está no topo das paradas de sucesso das rádios em pelo menos 15 países.
  
E para aqueles “poucos” que ainda não conhecem Michel Teló aqui nos Estados Unidos, a premiação do Billboard Latin Music tratou de resolver a questão, especialmente junto à comunidade hispânica. O cantor brasileiro teve participação de destaque na cerimônia que aconteceu na noite de quinta-feira (26), em Miami. Nossa, assim você me mata.