Americanos comemoram nas ruas a morte de Bin Laden

0
1122

Terrorista recebeu tiro na cabeça durante ação de forças americanas a fortaleza no Paquistão (foto)

Quase dez anos após o maior atentado terrorista da história dos Estados Unidos, que vitimou cerca de três mil pessoas, os americanos voltaram às ruas para comemorar a notícia de que o líder da Al Qaeda e maior responsável pelos ataques tinha sido morto numa ação do Exército e da CIA, a Agência Central de Inteligência do país. Segundo as primeiras informações, Osama Bin Laden foi morto numa fortaleza em Abbotabad, nos arredores da capital paquistanesa, com um tiro na cabeça. O corpo do terrorista já teria sido enterrado no mar, pois seria difícil encontrar uma nação que aceitasse receber o corpo de um dos mais procurados líderes extremistas do mundo.

Após o anúncio feito pelo presidente Barack Obama em rede nacional, os americanos foram às ruas para comemorar a vitória. Carregando bandeiras e entoando o hino do país, a população “especialmente em New York (no Ground Zero, onde ficava o World Trade Center) e em Washington DC (em frente à Casa Branca), as duas cidades mais atingidas pelos ataques em 2001” se mostrava aliviada por colocar um ponto final numa questão que estava entalada na garganta. “Eu já não acreditava que este dia pudesse chegar. Sinto-me vingado” disse um policial de New York, que perdeu amigos na tragédia há dez anos, comemorando a morte do terrorista.

Mas o presidente Obama ressaltou que a luta contra o terror não pode esmorecer. “Temos que continuar vigilantes, pois haverá retaliações”, enfatizou. De fato, o Departamento de Estado dos EUA alertou para um maior risco de atentados contra americanos em todo o mundo e a Interpol pediu a seus países-membros que aumentem as medidas de segurança. Bin Laden era o homem mais procurado do mundo e sua organização está infiltrada em todos os continentes. Agora, o médico egípcio Ayman al-Zawahri aparece como possível sucessor no comando da Al Qaeda, que certamente perderá muito de sua força e unidade.

De acordo com uma fonte ligada à CIA, a ação militar no Paquistão tinha o intuito de matar, e não capturar o terrorista. O ataque estava sendo tramado desde agosto do ano passado, quando a Casa Branca recebeu um informe sobre o paradeiro de Osama. Desde então, o presidente manteve pelo menos cinco reuniões secretas sobre o assunto, inclusive a da última sexta-feira, quando ele teria autorizado a ação. Bin Laden estava numa mansão em Abbotabad, a 60 milhas da capital, Islamabad, com poucos seguranças e um de seus filhos. Pelo menos cinco pessoas morreram na ação, mas não há feridos do lado americano, apesar da destruição de um dos quatro helicópteros usados na emboscada. “Foi feita justiça”, disse Obama.

Previous articleOsama Bin Laden está morto
Next articleAté oposição se rende a Obama
Fundado em outubro de 2000, o AcheiUSA Newspaper é um jornal semanal em português distribuído gratuitamente por centenas de estabelecimentos comerciais brasileiros, americanos e hispânicos, espalhados pelo estado da Flórida. Com notícias locais, imigração, cultura, agenda de eventos, cobertura social, negócios e a maior seção de anúncios classificados grátis em português fora do Brasil, o AcheiUSA é o mais completo e popular portal para os brasileiros vivendo nos Estados Unidos.