Americanos elegem 36 governadores em pleito desta 3a-feira

0
738

Os eleitores de 36 Estados norte-americanos escolhem seus governadores nesta terça-feira, e os democratas devem ganhar terreno em meio a essa disputa, capaz de influenciar a corrida presidencial de 2008.

Os republicanos, que mantiveram sob seu poder a maior parte dos 50 Estados do país desde a vitória nas eleições legislativas de 1994, vão às urnas enfrentando o que, segundo institutos de pesquisa, é uma atmosfera favorável aos democratas.

Há muito em jogo porque o controle do cargo estadual mais importante determina a agenda política em cada Estado e traduz-se em apoio político, dinheiro e influência para o candidato ou para o partido em anos de eleição presidencial.

Alguns analistas sugeriram que um governador popular pode repassar até 2 pontos percentuais (ou mais) dos votos, em seu Estado, para esse ou aquele candidato à Presidência.

Das 36 disputas pelo cargo de governador estadual, os republicanos tentam manter-se no poder em 22. Os democratas controlam os outros 14 Estados, mas em 13 deles seu candidato é um governador em busca de reeleição.

Atualmente, os republicanos mantêm o controle de 28 Estados. Os outros 22 estão nas mãos dos democratas. Segundo algumas avaliações, os democratas devem aumentar esse número em quatro, passando a controlar a maioria dos Estados.

As disputas atuais incluem nove dos 10 Estados mais populosos dos EUA.

A Califórnia, o maior deles, deve continuar sob controle dos republicanos, já que o governador Arnold Schwarzenegger aparece liderando as pesquisas.

Mas o terceiro Estado mais populoso, Nova York, deve passar das mãos dos republicanos para as mãos dos democratas junto com Ohio, que desempenhou um papel central na disputa presidencial de 2004.

Os democratas também devem conquistar os Estados de Massachusetts, Colorado e Arkansas, atualmente governados por republicanos.

Ainda há disputas importantes em Minnesota, Maryland, Idaho, Nevada, Alasca e Rhode Island, cujos governadores são republicanos, e no Oregon, Iowa, Wisconsin, Michigan e Maine, cujos governadores são democratas.

Os Estados de Ohio, Iowa, Colorado, Minnesota e Wisconsin, junto com a Flórida, são considerados Estados determinantes para a corrida presidencial.

A Flórida, decisiva na batalha de 2000 para a Presidência, deve continuar sob controle dos republicanos. No entanto, o governador Jeb Bush, irmão do presidente George W. Bush, não pôde concorrer porque já está em seu segundo mandato.