Após derrota, Luxemburgo nega crise e diz que relação com Gaúcho é normal

0
593

Após uma pré-temporada tumultuada e uma derrota na estreia da Libertadores, Vanderlei Luxemburgo negou que haja crise no Flamengo.
O técnico afirmou que a atuação contra o Real Potosí, no 2 a 1 nesta quarta-feira, foi boa e que não tem nenhum problema com Ronaldinho Gaúcho. O Flamengo saiu na frente com um gol de Leo Moura, mas tomou a virada da equipe boliviana, que marcou seus gols com Centurion e Britez.

Meu relacionamento com Ronaldinho é normal, uma relação de comandante com comandado, com amizade fraterna, afirmou o técnico, que admitiu o problema de comportamento do jogador. Ronaldinho levou uma mulher para a concentração do Flamengo em Londrina.

Não ficaram resquícios. Passamos por alguns percalços, mas chegamos aqui com o grupo muito motivado, a crise já foi embora. Esse período serviu para nós entendermos que o Flamengo acima de tudo, disse Luxemburgo, que falou pela primeira vez sobre o caso.

O treinador defendeu a atuação do time na derrota contra o Real Potosí, na Bolívia. Esse é o primeiro jogo na temporada, jogando com quatro mil metros de altitude. Acho que dentro desse cotexto, com o gol fora de casa, foi um bom resultado, disse. O Flamengo precisa vencer o Potosí por 1 a 0 na próxima semana para garantir a classificação à próxima fase da Libertadores.

Apesar de todo o período de adaptação à altitude em Sucre, o Flamengo tropeçou nas próprias falhas em Potosí. Sem aparentar falta de fôlego, o time saiu na frente, mas permitiu a virada do Real Potosí em vacilo da zaga e foi derrotado por 2 a 1. A equipe de Vanderlei Luxemburgo, que considerava um empate com gols um grande resultado, terá agora de recuperar o prejuízo no dia 1o de fevereiro, no Engenhão.

Para garantir vaga na fase de grupos da Libertadores, o time terá de vencer por 1 a 0 ou por mais de um gol de diferença. Vitória por 2 a 1 levará a decisão para os pênaltis e qualquer outro placar com um gol de diferença dará a classificação ao Real Potosí. Quem for adiante, entrará no Grupo 2, que já tem Lanús (ARG), Emelec (EQU) e Olímpia (PAR).