Após vencer Cruzeiro, Atlético-MG pode ser campeão até perdendo

0
481

Luan comemora gol que abriu placar da derrota do Cruzeiro, em BH

Luan comemora gol que abriu placar da derrota do Cruzeiro, em BH

Com gols marcados por Luan e Dátolo, no começo do primeiro e do segundo tempos, o Atlético-MG venceu o Cruzeiro por 2 a 0 na noite de quarta-feira (12), no jogo de ida da final da Copa do Brasil, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Assim, a equipe atleticana (que nas duas fases anteriores da competição teve que virar resultados de 2 a 0 para Corinthians e Flamengo) jogará com vantagem no próximo dia 26, no Mineirão, para conquistar o título – feito inédito na história do clube. A situação do Atlético-MG é tão confortável que ele pode se sagrar campeão mesmo se perder por um gol de diferença ou mesmo por dois, desde que faça um ou mais gols (por exemplo: 3 a 1, 4 a 2). Uma eventual vitória do Cruzeiro por 2 a 0 levará a decisão para os pênaltis. Para conquistar o título no tempo normal, o Cruzeiro terá de vencer por três gols de vantagem.

Esperança do Cruzeiro
O jogador Alisson aparece como um possível reforço do Cruzeiro para a partida de volta da decisão da Copa do Brasil. O meia-atacante recuperou-se de um estiramento muscular na coxa esquerda e iniciou o processo de recondicionamento na Toca da Raposa II. O departamento médico trabalha com o retorno do atleta para o compromisso frente ao arquirrival. O apoiador é acompanhado por preparador físico. Embora veja empolgação dos torcedores sobre a possibilidade de entrar em campo antes da finalíssima, o médico Sérgio Freire Júnior prega cautela com o jogador. “O Alisson ainda precisa de tempo para se recuperar. Ele não tem condições de entrar em campo no domingo, até porque iniciou a preparação física no decorrer desta semana. É bem provável que ele esteja em campo na final do dia 26 de novembro”, disse ao UOL Esporte.