Ataque de tubarões põe a Flórida em alerta

0
825

Praticante de kitesurf morreu em Stuart

Depois de cinco anos, os tubarãoes voltaram a matar nas praias da Flórida. Um morador de Stuart, a cerca de 60 milhas ao norte de Pompano Beach, morreu esta semana em consequência dos graves ferimentos provocados por mordidas de vários destes animais. Stephen Howard Schafer praticava kitesurf no momento do ataque e chegou a ser levado para o hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Em entrevista a uma rádio local, o salva-vidas que socorreu a vítima disse que ele estava cercado por dezenas de tubarões, a cerca de 400 metros da costa de Stuart Beach. Especialistas acreditam que Stephen foi atacado por jovens tubarões brancos, que normalmente são vistos em águas frias do norte do país. No entanto, muitos destes animais vêm para a nossa região no inverno e costumam andar em bando.

O Estado da Flórida tem a maior taxa de ataques de tubarões do mundo. Segundo o Museu de História Natural do Estado, foram 429 casos entre 1990 e 2008, quase 40% do total mundial. No mesmo período, o Brasil registrou 65 ocorr6encias. No entanto, incidentes que terminam em morte são raros e o último havia acontecido há cinco anos, na praia de Gasparilla Island, próximo a Fort Myers.
Por coincidência, o local onde o kitesurfista foi morto é bem próximo do ponto do primeiro ataque de tubarões registrado na Flórida, em 1882. De lá para cá, foram 14 vítimas fatais no estado.