Histórico

Atirador mata duas pessoas nos Estados Unidos

Atirador buscou abrigo em um igreja na cidade de Moscow

Um atirador em Idaho, nos Estados Unidos, matou duas pessoas, incluindo um policial, e feriu outras duas pessoas neste domingo.
O homem disparou várias vezes em um tribunal na cidade de Moscow, próximo à fronteira com o Canadá, antes de se refugiar em um igreja.

Quando os policiais entraram na igreja encontraram dois corpos – um deles seria do atirador – e um rifle.

David Duke, porta-voz da polícia local, disse que não há informações sobre o motivo do ataque.

Controle de armas

No mês passado, o massacre na Universidade Virginia Tech – quando um estudante matou 32 alunos e funcionários, antes de cometer suicídio – intensificou o debate sobre o controle de armas nos Estados Unidos.

Na ocasião, o presidente americano, George W. Bush, disse que deveria haver uma discussão sobre esse assunto.

O comentário foi bem-recebido por líderes do Partido Democrata, de oposição.

Um dos defensores do controle de armas nos Estados Unidos, Paul Helmke, disse que o país não fez nada para acabar com a violência armada desde o massacre na escola Columbine, em 1999, quando dois alunos mataram 12 estudantes, um professor e se mataram.