Ator brasileiro leva “Holliúdy” para o Ceará

0
1710

Filme independente trouxe a fama para ator Edmilson Filho que fará participação em série da Globo

Joselina Reis

Que a fama não chega da noite para o dia todo mundo sabe, mas a carreira do cearense Edmilson Filho está em ótima fase e não deve parar. Os elogios que ele vem recebendo desde que lançou o filme ‘Cine Holliúdy’ no Brasil não páram e vêm de figuras consagradas como o diretor Fernando Meirelles que afirmou que “Edmilson é um gênio, e que o Brasil não vê um comediante popular assim desde Oscarito”. “Eu tive que ler as palavras do Meirelles umas 20 vezes para acreditar”, lembra o ator que nasceu em Fortaleza, mas desde 2001 vive em Irvine, Califórnia.

O filme ‘Cine Holliúdy’ que já foi apresentado em alguns festivais nos Estados Unidos, arrebatou o público no Ceará lotando salas de cinema, e deve ser lançado em breve em DVD.

Os últimos números mostram que “Cine Holliúdy” realmente conquistou o nordeste onde arrecadou a maior parte dos seus 4,6 milhões de reais de bilheteria. De acordo com os cinemas da região, no Ceará a atuação de Edmilson atraiu mais público do que grande nomes do cinema internacional, como Wolverine e Titanic.

A história conta a trajetória de Francisgleydisson (Edmilson Filho) no interior do Ceará na década de 1970, no período em que a popularização da TV ameaçava os cinemas nas pequenas cidades. Como proprietário do Cine Holiúdy, um pequeno cinema, ele luta para manter viva a paixão pela sétima arte, com criatividade e o humor cearense.

Aliás, a produção do filme, dirigido por Halder Gomes, fez questão de manter a linguagem bem coloquial do estado nordestino e por isso em alguns diálogos há legendas para que o público dos outros estados brasileiros possam entender o ‘cearencês’ falado no filme.

A história conta ainda com a participação da atriz Miriam Freeland, que faz o papel da esposa de Francisgleydisson e do ator estreante, Joel Gomes, cuja atuação está sendo comparada com personagem semelhante do filme “Cine Paradiso”.

A peculiaridade do filme levou Edmilson ao sofá do programa Jô Soares, onde ele teve que ajudar na tradução de algumas palavras.
A fama e o assédio da imprensa pode ser novidade na carreira de Edmilson, mas o trabalho nos palcos e telas, não. Ele já participou de diversos outros trabalhos como o filme “As mães de Chico Xavier” e a comédia tipo stand up ‘Made in Ceara’. A comédia esteve em cartaz em Los Angeles e… no Ceará.

Carreira

Mas a carreira de ator nem sempre esteve presente na vida de Edmilson Filho, o que não quer dizer que surgiu por acaso. “Estudei muito pouco sobre como ser ator, fiz alguns workshops, mas o que faço no teatro é algo que não se aprende em aula de teatro. Faço comédia no teatro, não sou ator de teatro”, explica.

Além de comediante, ele é mestre de artes marciais e já foi dublê em filme. “Comecei muito cedo, e foi atráves do cinema que me interessei pelas artes marciais, sou mestre de taekwondo e ainda prático sim. Principalmente porque um dos próximos filmes nesse ano será uma comédia com artes marciais”, conta ele que também coleciona algumas medalhas.

Mas, por enquanto, a fase de ator é que deve tomar conta da rotina do cearense casado com uma americana e pai de duas filhas pequenas. Esse ano está na sua agenda fazer uma turnê com seu show de humor – ‘Made in Ceara’ – começando pelo nordeste brasileiro, gravar o filme ‘Shaolin do Sertão’, também com o diretor Halder Gomes, e participar da série da TV Globo, “Os Experientes”, a convite do diretor Fernando Meirelles.