BADC precisa de mais participação dos brasileiro

0
415

Depois de trabalhar arduamente na campanha para o segundo mandato do presidente Barack Obama, o Brazilian American Democratic Club (BADC) quer agora levar as sugestões dos imigrantes para aqueles que fazem as leis. “O povo precisa participar mais, o presidente deixou isso bem claro”, afirmou a presidente do BADC, Isabel Santos.

Ela conta que o grupo precisa, em caráter de emergência, de voluntários (brasileiros-americanos) com vocação política para compor a nova diretoria. Esse grupo precisa ter habilidade para trabalhar em prol da comunidade, principalmente envolvendo temas de interesse dos brasileiros que moram na Flórida. A presidente foi até a posse de Obama, em Washington D.C na segunda-feira (21), para levar, mais uma vez, a bandeira do grupo e mostrar que o BADC continuará presente após a campanha.

Isabel Santos, que viajou 20 horas para chegar a Washington, quer manter o espírito político participativo entre as comunidades.  “Estamos reestruturando a diretoria e queremos pessoas engajadas em ajudar o próximo. Não tem como não estar envolvido em política nesse momento, precisamos nos unir para podermos fazer a diferença no Congresso”, chama o público. 

A brasileira fundou o BADC em setembro de 2011 com o objetivo de envolver mais a comunidade brasileira em políticas públicas americanas. Uma das grandes bandeiras do primeiro ano de atividade foi incentivar os brasileiros a votar e conseguir levar os anseios da comunidade de língua portuguesa até as autoridades políticas. JR