Bill Nelson pede que seja suspensa a deportação de jovem de Miami

0
713

Walter Lara (foto) sempre se destacou academicamente e vive nos EUA há mais de 20 anos

O senador Bill Nelson, democrata da Flórida, pediu às autoridades para suspender a deportação de um homem de Miami cujas experiências como imigrante indocumentado gerou protestos e irritou os ativistas contrários às deportações em todo o sul da Flórida. Numa carta a um alto funcionário federal de imigração, Nelson elogiou Walter Lara, o jovem de 23 anos que poderá ser deportado dia 6 de julho.
“A história dele ilustra plenamente a necessidade de o Congresso aprovar o Dream Act”, disse o senador Nelson. A lei contempla outorgar a residência permanente condicional a certos estudantes graduados de escolas secundárias nos Estados Unidos. Lara obteve notas altas no segundo grau e na universidade. Chegou a Miami vindo da Argentina quando tinha três anos de idade. Depois de graduar-se no Miami-Dade Honors College em 2007, tornou-se técnico em informática.
Os dois senadores da Flórida – Nelson e o republicano Mel Martinez – patrocinaram a lei com outros 25 senadores. Na Câmara, vários legisladores do sul da Flórida apóiam uma legislação similar. Em 23 de junho, mais de 40 estudantes e educadores protestaram na universidade contra a deportação de Lara, como parte de uma campanha nacional de conscientização sobre a lei DREAM, que o Congresso rechaçou em 2007.
Walter Lara foi preso por autoridades de imigração em fevereiro enquanto instalava antenas parabólicas da DirecTV. Nelson solicitou ao Departamento de Segurança Nacional, encarregado de cumprir as leis de imigração, para que tomem medidas antes de 6 de julho. “Lara ganhou o direito de viver e trabalhar aqui”, escreveu Nelson.