Black Friday lota os shoppings de consumidores atrás de ofertas

0
760

Liquidação pós-Thanskgiving fez gente aguardar nas filas desde terça-feira

Segue tranquila e sem tumultos a Black Friday deste ano, dia em que um frenesi de compras toma conta de todo mundo, por conta das liquidações promovidas pelas grandes redes americanas na sexta-feira pós-Thanksgiving.

No Traget de Sunrise, por exemplo, mais de 1.600 pessoas esperavam na fila para aguardar a abertura das portas à meia-noite, a fim de chegar na frente na luta pelas ofertas.

No Town Center de Boca Raton e no Galleria Mall de Fort Lauderdale havia bastante espaço para estacionar e o movimento foi pouco acima do normal. Outros shopping centers tiveram movimento semelhante – cheios, mas não superlotados.

No Brands Mart do Sawgarss, cerca de 2.000 pessoas aguardavam na fila a abertura da loja. De acordo com a polícia, a espera foi calma e sem incidentes.

“A fila chegou a um quarto de milha”, disse o policila Bobby Johnson, chefe de oprações na área. “Foi uma boa ideia abrir o mall às 10 da noite este ano. Isso fez a multidão se espalhar e ficou mais fácil o controle.”

A atração principal do Brands Mart era mesmo sedutora: televisão LCD de 32 polegadas da Samsung por $269. Foram vendidas duas mil em cinco horas.

No Target, as ofertas também eram as TVs, com modelos de 40 polegadas vendidos a $256.

Denis Rosario, gerente da Best Buy em Davie, disse que o estoque de TVs de 42 polegadas, vendidas a $199 cada, acabou em 20 minutos. Cerca de 600 pessoas esperavam na porta quando a loja abriu. “As pessoas começaram a acampar nas redondezas na tarde de terça-feira”, disse Rosario.

Às 9:30 da noite de quinta, o estacionamento do Walmart já estava lotado, fazendo com que os atrasados tivessem que ocupar o espaço do Home Depot vizinho.

As ofertas vão continuar ao longo do dia. O difícil vai ser encontrar alguma coisa em estoque, mas vale a pena tentar.