Boas notícias para a economia americana

0
555

Pedidos de auxílio-desemprego e déficit comercial do país registram queda

Contrariando a expectativa de especialistas, dois dados da economia norte-americana registraram queda. Um deles se refere a uma questão vital para o estímulo de consumo: de acordo com o Departamento do Trabalho dos EUA, o número de trabalhadores que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu acentuadamente – em cerca de 52 mil, para 565 mil, o menor nível desde janeiro. O resultado é surpreendente, pois os analistas esperavam um aumento neste índice. O declínio foi potencializado por ajustes sazonais, principalmente relacionados a uma quantidade de dispensas menor que o esperado no setor automotivo.
Da mesma forma, o déficit comercial do país caiu em maio para 26 bilhões de dólares, o que representa o menor patamar desde 1999. A causa principal para esta reação foi o aumento das exportações em 1,6%, ou mais de 123 bilhões de dólares, apesar da demanda global fraca. No mesmo período, as importações diminuíram 0,6%. As previsões indicavam que o déficit comercial subiria para 30,2 bilhões de dólares.