Brasil concede visto à jornalista cubana Yoani Sánchez

0
520

A jornalista e blogueira cubana Yoani Sánchez acaba de ganhar o visto de turista, para visitar o Brasil. A informação foi confirmada em comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores nesta quarta-feira, 25 de janeiro. Yoani que faz oposição e duras críticas ao regime cubano só falta conseguir a permissão do governo de Cuba para entrar no país.

O visto foi anunciado dias antes da visita de Dilma Rousseff à Cuba. No próximo dia 3 de fevereiro, a presidente brasileira desembarcará na ilha, onde provavelmente se reunirá com Fidel Castro.

A visita de Yoani ao Brasil é devido a uma personagem da qual a jornalista é retratada, no documentário ‘Conexão Cuba-Honduras’, do cineasta Cláudio Galvão, que será exibido no dia 10 de fevereiro, na cidade de Jequié, na Bahia. O documentário fala sobre liberdade de imprensa em Cuba e Honduras.

Em seu perfil no twitter, Yoani alertou que, mesmo com a decisão no ministério brasileiro, falta a liberação do governo de Cuba para que ela possa deixar o país. “Já tenho visto para o Brasil. Agora falta o mais difícil, a permissão de saída”, escreveu Yoani.
A jornalista desde 2004 tem seus pedidos de visto negados. As leis de imigração cubanas exigem permissão do governo para viagens ao exterior.

No Brasil, o cineasta Galvão realizou uma campanha através das redes sociais da internet para apoiar a viagem da dissidente, e a intervenção de Rousseff no tema. A ação inclui um pedido aos internautas para que substituam a foto de seu perfil no Facebook pela de Rousseff sendo interrogada pelos militares quando integrava uma guerrilha que se opôs à ditadura brasileira nos anos 70.

Em sua declaração pública, Yoani Sánchez disse temer que o governo cubano lhe negue a autorização, pela décima-nona vez em quatro anos, para sair da ilha e atender a um convite internacional.