Brasil emprestará dinheiro para o FMI

0
683

Repasse será de 10 bilhões de dólares

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou que o Brasil vai dar um financiamento de 10 bilhões de dólares ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Os recursos serão repassados por meio de aquisição de bônus da instituição, que serão expressos em direitos especiais de saque. O ministro explicou que o aporte será realizado assim que a diretoria do fundo concluir a emissão do bônus que será subscrito. China (50 bilhões de dólares), Rússia (10 bilhões) e Índia (valor ainda a ser definido) também vão colaborar para reduzir a vulnerabilidade internacional.

Mantega disse que os recursos ajudarão os países emergentes que estão com escassez de capital neste momento de crise. Esta é a primeira vez que o Brasil emprestará recursos ao FMI. “O Brasil está encontrando condições de solidez para isso. No passado, era o contrário”, destacou o ministro, lembrando o período em que o Brasil teve de recorrer ao fundo para sair de outras crises. Ele disse que esse é o segundo passo importante tomado pelo Brasil ao decidir tornar-se credor do FMI.

Para Mantega, a ajuda brasileira poderá contribuir para a retomada do comércio mundial, com o que o Brasil também se beneficiará. “Esse dinheiro entra como empréstimo e o fato de entrar como empréstimo não diminui as nossas reservas. O Brasil não poderia ficar de fora da contribuição ao FMI”, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.