Brasil recebe apoio para integrar o Conselho de Segurança da ONU

0
782

Mais uma voz em favor da entrada do Brasil no Conselho de Segurança da ONU. Desta vez foi o chanceler britânico William Hague que clamou por mudanças na Organização das Nações Unidas e aproveitou para anunciar uma nova fase nas relações entre a Grã-Bretanha e os países latino-americanos.

”O Brasil com assento permanente no Conselho é uma questão de legitimidade e equilíbrio mundial de poder”, afirmou Hague. Atualmente, o Brasil é apenas membro rotativo do órgão. Os assentos permanentes são ocupados por Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, China e Rússia, mas os países emergentes argumentam que a composição não mais representa a distribuição de poder econômico e geopolítico do mundo atual.

Esta luta do governo brasileiro não é nova, mas será difícil de obter êxito. Afinal, as mudanças na ONU não são exatamente uma unanimidade. Mesmo assim, o chanceler britânico fez questão de fazer afagos no Brasil, incluindo em seu discurso os parabéns à presidenta eleita, Dilma Rousseff, e aos atos do Executivo. “O Bolsa Família é um dos modelos de política social”, disse Hague, acrescentando que o Brasil é uma das prioridades do novo governo britânico em política externa.