Brasileira desaparece após chegar à costa da Flórida clandestinamente

0
1505

Ela estava com o marido e outros 18 haitianos quando se desligou do grupo

Brasileira se separou do grupo ao chegar à praia
Brasileira se separou do grupo ao chegar à praia

Da REDAÇÃO (com Palm Beach Post) – A brasileira Patricia Boaventura da Silva, de 39 anos, desapareceu logo após chegar com o marido e outros 18 haitianos, entre homens, mulheres e crianças, na praia de Waveland Beach, no Condado de St. Lucie na Flórida na semana passada e ainda não foi localizada. Os policiais da guarda costeira encontraram os imigrantes às 5:30am em boas condições de saúde.

Patrícia chegou à costa com seu marido, mas logo depois se desligou do grupo e sumiu. A mulher loira e magra está sendo procurada pela polícia.

As autoridades estão preocupadas, pois com a chegada do verão, aumenta o número de pessoas que tentam entrar ilegalmente nos Estados Unidos. E segundo recentes estudos, o número de pessoas que morreram ou desapareceram na região está maior. Segundo a diretora do programa Coalizão de Direitos Humanos em Tucson, Cristine Vernon, em maio deste ano foram registrados mais de 100 casos que foram denunciados através de telefonemas e e-mails. “Em junho o número já está maior”, afirma.

Ela acrescentou que nas últimas duas semanas foram encontrados quatro corpos de imigrantes mortos no deserto do Arizona. Um deles era de uma mulher oriunda da Guatemala que fez a travessia ao lado de um primo. Ela não suportou a alta temperatura. Como a travessia através de barcos vindo das Bahamas aumentou, a preocupação das autoridades também está voltada para esta rota de tráfico. Vários casos de pessoas mortas afogadas ou abandonadas em praias desertas têm sido registrados. As informações são do jornal Brazilian Times.