Brasileira é escolhida para chefiar conglomerado da mídia australiana

0
621

Da redação com UOL – A brasileira Ana Paula Pessoa, de 46 anos, foi escolhida para integrar o conselho da News Corp., o conglomerado de mídia do australiano Rupert Murdoch. Pessoa, que chefiou a área financeira de várias empresas das Organizações Globo por quase 20 anos, estará no comando do segundo braço da gigante da mídia, que inclui imprensa (como o “Wall Street Journal”) e educação.

Ana Paula Pessoa assume o cargo em momento delicado da empresa, quando o conglomerado se divide em dois. O primeiro braço é o que reunirá os canais de TV e estúdios de cinema. A partir de agora, esse área passa a se chamar 21st Century Fox.

“A razão do convite foi meu histórico em mídia no Brasil”, avalia. Na Globo, foi por dois anos diretora financeira da Sky, operadora de TV paga com Murdoch como sócio. A executiva se encontrou com o magnata algumas vezes nos últimos anos, mas o convite teria vindo mais pelo contato com o presidente-executivo da nova News Corp., Robert Thomson, que chefiou a redação do “WSJ”.

Ela conta que foram muitas as conversas sobre “no que estavam fazendo no ‘WSJ’ e a transformação dos jornais”, sobretudo “como viabilizar negócios na migração para o digital”. Com Murdoch, falou “sobre o mundo e sobre educação, foco da nova empresa”, lembra.

Ao deixar a Globo, há dois anos, Pessoa criou um fundo e investiu numa start-up que criou um buscador de comércio eletrônico. Também abriu no Brasil o escritório da Brunswick, consultoria de comunicação estratégica. A ex-atleta do Flamengo, formada pela Escola Americana do Rio estudou economia na prestigiada Universidade Stanford, na Califórnia.