Brasileira sem rosto faz primeira cirurgia

0
1051

Recuperação de Vitória Marchioli, de quatro anos, surpreendeu a equipe médica

Joselina Reis

A primeira cirurgia da menina brasileira Vitória da Silva Marchioli, conhecida no Brasil como a “menina sem rosto”, foi um sucesso. Ela está na cidade de Galveston, no Texas, desde o dia 20 de janeiro e os médicos do hospital Shriners Hospital for Children estão animados com sua recuperação e planejam até antecipar a próxima cirurgia marcada para 30 de abril. Vitória permaneceu o fim de semana no hospital, mas já está no albergue onde os pais estão hospedados.

Segundo o pai da menina, ex-motorista Ronaldo Marchioli, a equipe chefiada pelo cirurgião Dr. Ted Huang, planeja anunciar a data da próxima cirurgia ainda essa semana. “Deus está no comando!”, disse o pai que acredita na eficiência da equipe americana para melhorar as condições de vida da filha.

Na cirurgia realizada no dia 15 de fevereiro, os médicos removeram a sonda que Vitória usa para se alimentar pela boca e a transferiram para o estômago. Ainda durante o procedimento, os órgãos internos da garota foram preparados para que no futuro ela consiga comer comida sólida. “Ela toma só liquidos e como a boca fica aberta ela está mais vulnerável para infecções”, explicou o pai.

Ainda dentro dos planos da equipe para Vitória, ela deve passar pela segunda cirurgia para tentar construir seu rosto. A menina sem rosto nasceu com má formação crânio-facial, sem um olho, sem o céu da boca e sem nariz. No lugar desses apenas um buraco que vem sendo fechado aos poucos com ajuda de cirurgias no Espírito Santo, Minas Gerais e agora EUA.

Com a provável mudança de plano, a mãe de Vitória, a brasileira Jocilene Marchioli que planejava voltar ao Brasil para trabalhar e cuidar das outras filhas, resolveu continuar nos Estados Unidos.

No Texas, a família está vivendo temporariamente em um alojamento da ONG Ronald MacDonald onde pagam por semana $80 mais as despesas pessoais com comida. Pelas normas do albergue quando os visitantes completam trinta dias de hospedagem, eles precisam sair e podem voltar só após 48 horas para renovar o contrato. Segundo Ronaldo, o último extrato bancário mostra que a família tem apenas $500 para sobreviver até que possam voltar ao Brasil.

Quem quiser ajudar a família pode entrar em contato com a mãe pelo email jomarchioli@hotmail.com. Ronaldo e Jocilene também abriram uma conta bancária no Bank of América número 586.031.021.585 para receber doações.