Brasileiro ganha prêmio em feira de literatura infantil na Itália

0
917

Roger Mello levou o prestigiado Hans Christians Adersen como melhor ilustrador

Roger MelloO ilustrador brasileiro Roger Mello ganhou o prêmio 2014 Hans Christian Andersen Awards, na categoria melhor ilustrador. O anúncio foi feito na segunda-feira (24) na Itália, durante a feira de livros infantis. O prêmio Hans Christian é o mais antigo e mais prestigiado no mundo no setor de literatura infantil. O Brasil é o país homenageado este ano na feira que está sendo realizada este mês em Bolonha (Itália).

O prêmio consagrou Mello como o primeiro latino-americano vencedor do HCA, considerado o “Nobel” da Literatura Infantil e Juvenil e concedido pela International Board on Books for Young People. Entre os autores, a vencedora foi a escritora japonesa Nahoko Uehashi.

Roger MelloO júri que premiou Mello disse durante a apresentação dos nomes dos vencedores que o trabalho do brasileiro “ilustra a história e cultura do Brasil, que o ilustrador não subestima a capacidade das crianças em decodificar figuras culturais brasileiras. Que suas ilustrações permitem que as crianças sejam guiadas através da história através da imaginação”. Os livros mais renomados de Mello produzidos e vendidos no Brasil são: Carvoeirinhos, Meninos do mangue, e João Por Um Fio.

O prêmio Hans Christian Andersen Award é oferecido a cada dois anos. Os vencedores irão receber os prêmios durante o 34º IBBY Congress (Congresso Internacioal de Livros para Jovens), a ser realizado na Cidade do México, em setembro.

Brasil
Pela segunda vez, o Brasil é o país homenageado na Feira do Livro Infantil de Bolonha, único evento internacional do setor com foco em livros de ficção e informativos para crianças. Em sua 51ª edição, a feira, que aconteceu entre 24 e 27 de março, exibiu no grande hall de entrada a exposição “Brasil: Incontáveis Linhas, Incontáveis Histórias”, apresentando um panorama contemporâneo da arte de ilustradores no país. Foram ao todo, 63 obras de 55 autores ativos no mercado editorial brasileiro e um espaço especial com uma homenagem a Ziraldo.

Essa é a terceira vez que Mello chega a reta final do prêmio, mas a primeira vez que leva o primeiro lugar. Ele foi indicado pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil – seção brasileira do IBBY – que desde 1970 seleciona autores e ilustradores brasileiros para concorrer ao prêmio. Com ele, concorreram outros cinco ilustradores: Rotraut Susanne Berner, da Alemanha; John Burningham, do Reino Unido, Eva Lindström, da Suécia; François Place, da França; Øyvind Torseter, da Noruega.