Brasileiro indocumentado trabalhava em porto da FL

0
823

Aldenor Abrantes Filho, de 31 anos, falsificou documentos e acabou preso em Jacksonville

A farsa montada pelo brasileiro Aldenor Abrantes Filho parecia que daria resultado: com status imigratório em situação irregular, ele falsificou documentos e informações, roubou distintivos de polícia e uma arma de fogo, com o objetivo de conseguir um emprego na área de segurança do Porto de Jacksonville, na Flórida. Só conseguiu trabalhar em cinco turnos, até ser descoberto por agentes do serviço de imigração.

Aldenor está detido em uma prisão federal e deve ser deportado para o Brasil tão logo cumpra a pena, que pode chegar a dez anos, pelos diversos crimes que cometeu. A farsa só foi descoberta depois que funcionários do porto desconfiaram que o carro particular do brasileiro estava com muitos aparatos: luzes de polícia, algemas no retrovisor e até um computador de bordo. Ele chegou aos Estados Unidos em 2003, com visto de turista, e teve negado seu pedido de permanência no país, em 2007.