Brasileiro que espionava mulheres deve ser deportado

0
525

Acusado de espionar mais de 100 mulheres nuas nos últimos anos, o brasileiro Irton de Souza, de Massachusetts, não deve escapar da deportação. Além deste crime de atentado ao pudor, ele tem uma ficha policial imensa, que inclui arrombamento de casas, agressões físicas, assédio sexual e, como se não bastasse, tem uma ordem de deportação em seu nome.

A maioria das infrações cometidas por Irton aconteceu no verão passado, mas a prática já vem de longa data. Segundo o irmão do acusado, o brasileiro tem problemas de alcoolismo. “Não é exatamente uma surpresa, mas nós da família estamos chocados”, disse Nilton. O acusado continua detido e o juiz local determinou a fiança em 60 mil dólares.