Brasileiro se sente inseguro com a violência

0
736

Mas metade da população não registrou queixa quando foi vítima de roubo ou furto

Quase metade da população brasileira não se sente segura onde mora. Pelo menos é isso que revela a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2009), que apurou que mais de 76 milhões de nossos conterrâneos admitiram a sensação de insegurança, especialmente nos estados do Pará e Rio de Janeiro. Outro sintoma desta realidade é a quantidade de domicílios que possuem dispositivos de segurança: 60% no território nacional.

Quase 12 milhões de pessoas no País foram vítimas de roubo ou furto nos 12 meses de análise da pesquisa, entre 2008 e 2009, mas mais da metade delas não procuraram a polícia para registrar a ocorrência “o argumento é de que não confiam nas autoridades. Outro dado triste das estatísticas é que um milhão de mulheres foram agredidas e um quarto delas foi vítima de agressões pelos próprios cônjuges ou ex-cônjuges.

Taxa de homicídios

Pela primeira vez desde 2004, o Brasil apresentou uma queda no número de homicídios intencionais. A redução foi pequena, pouco mais de 1%, o que para os especialistas significa que houve uma estagnação do crescimento que estava ocorrendo nos últimos anos.
Os dados foram compilados no anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, uma ONG que analisou comparativamente as estatísticas de 2008 e 2009. “O país tem uma hemorragia, conseguimos estancá-la, mas não curá-la”, diz o secretário-geral do fórum, o sociólogo Renato Sérgio de Lima. Só em 2009 foram registrados 43.016 casos de assassinatos, ante 43.635 do ano anterior.