Brasileiros gastam três vezes mais em viagens ao exterior

0
299

O Banco Central divulgou essa semana que, entre janeiro e fevereiro de 2014, os brasileiros gastaram cerca de $4,036 bilhões em viagens ao exterior, enquanto os estrangeiros deixaram no Brasil apenas $1,234 bilhão. Os dólares deixados no Brasil pelos estrangeiros no mesmo período do ano passado foram de $1,321 bilhão.

Apesar do valor alto, o Banco Central divulgou que houve uma queda nos gastos dos brasileiros no exterior nos primeiro dois meses de 2014 se comparado com 2013. De acordo o BC, entre janeiro e fevereiro de 2013, os brasileiros gastaram cerca de $4,162 bilhões em viagens ao exterior, redução de 1,5%. O banco afirmou que, se for considerada a média diária de gastos, há uma queda de 6% no bimestre.
O Banco Central considera que há sinais de diminuição, mas ainda moderados nos gastos de brasileiros no exterior. Em fevereiro deste ano, essas despesas chegaram a $1,915 bilhão, o maior resultado para o mês, superando os gastos do mesmo mês em 2013 ($1,862 bilhão).

O motivo para essa moderação, segundo Maciel, é a alta do dólar, que estava em R$ 2,03, na média de janeiro e R$ 1,97 em fevereiro do ano passado. A média da cotação do dólar no primeiro bimestre deste ano ficou em R$ 2,38.

Os gastos no exterior já chegaram a crescer 20% na comparação entre os anos, no passado. Especialistas acreditam que, o aumento da renda dos brasileiros contribui para manter os gastos no exterior, mesmo com a alta do dólar.

Já as receitas de estrangeiros em viagem para o Brasil chegaram a $591 milhões, em fevereiro deste ano, contra $624 milhões, em igual período de 2013.

Com os resultados dos gastos de brasileiros e as receitas de estrangeiros, a conta de viagens internacionais fechou o primeiro bimestre negativa em $2,802 bilhões, contra $2,841 bilhões em igual período do ano passado. A previsão do BC é que o déficit na conta de viagens fique em $18,5 bilhões neste ano, ante a previsão anterior de $19 bilhões.

Dados preliminares deste mês mostram que a conta de viagens internacionais ficou negativa em $646 milhões, com gastos de brasileiros no exterior em $942 milhões e receitas de estrangeiros no Brasil em $296 milhões.