Brasileiros são estrangeiros que mais compram mansões em condomínio dentro da Disney

0
1220

Casas têm 280 m2, e as maiores chegam a 3.000 m2, com preços que podem chegar a $8 milhões; sertanejo Luciano tem imóvel por lá

DA REDAÇÃO (com Folha de S.Paulo) – Um condomínio de alto luxo localizado dentro do complexo Walt Disney World, em Orlando, tem entre seus donos vários brasileiros. De acordo com informações veiculadas pela revista Serafina, os brasileiros são o segundo maior público comprador de casas no exclusivo condomínio Golden Oaks, ficando atrás apenas de americanos.

Ao redor do condomínio, há uma área verde tão bem cuidada que parece de desenho animado. É ali que ficam os parques de diversão do grupo, como Magic Kingdom, Epcot, Disney’s Hollywood Studios e Animal Kingdom.

As casas têm 280 m2, e as maiores chegam a 3.000 m2. Os preços começam com $1,7 milhão e podem chegar a $8 milhões. E não podem ser alugadas para temporadas, só estão abertas para venda.

Todas foram projetadas pelos engenheiros da Disney responsáveis pela criação de todos os parques da marca. E foram construídas para parecerem castelos, feitas de pedra e com piscina, sauna, lareira, área externa e jardim.

Sertanejo tem
Já foram construídas e vendidas cem casas das 400 previstas. O Brasil está no segundo lugar na lista de compradores, atrás apenas dos próprios americanos. Cerca de 15% das residências foram compradas por brasileiros, a maioria paulista, com mais de 50 anos. Os compradores pedem para ter a identidade preservada. O único que não se importa com isso é o cantor Luciano (dupla de Zezé di Camargo), um dos proprietários.

A proposta do Golden Oak é que os donos das casas tenham uma vivência exclusiva dos parques com seus familiares e amigos. “Os compradores são pessoas com uma ligação profunda com a Disney, que vêm sempre para cá”, diz Page Piece, vice-presidente da Disney Resort, responsável pelo condomínio.