Bush atrapalha ou ajuda a McCain?

0
726

Presidente está disposto a colaborar, mas republicanos querem manter campanha distante da Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, não esconde sua disposição em participar da campanha eleitoral deste ano para o Congresso e a Casa Branca, mas os republicanos não parecem muito convencidos de que é essa a ajuda que eles precisam. O candidato do partido à Presidência, John McCain, afirmou que espera pela colaboração de Bush,, mas já demonstrou em diversas ocasiões que está tomando cuidado para não se associar demais ao impopular presidente.
Mas, afinal, Bush ajuda ou atrapalha na campanha? A julgar por uma pesquisa de opinião realizada pelo Reuters/Zogby, a presença do presidente no palanque de McCain será prejudicial ao candidato: o último índice apontou uma queda de mais 4 pontos percentuais na popularidade de Bush, que agora está em apenas 23%. De qualquer forma, Bush tem participado de eventos de arrecadação de doações para McCain, mas os dois não costumam aparecer juntos em público.

“Por um lado, os republicanos querem manter distância do presidente, a fim de evitar que sejam vistos como um terceiro mandato de Bush, mas ao mesmo tempo precisam aproveitar a capacidade arrecadadora do presidente”, disse Anthony Corrado, professor do Colby College, do Maine. Mesmo já estando virtualmente garantido como candidato republicano, McCain está financeiramente bem atrás de seus rivais democratas, que ainda lutam pela indicação. O senador republicano angariou 18,5 milhões de dólares em abril, bem abaixo dos rivais Hillary Clinton (21 milhões) e Barack Obama (30,7 milhões).