Bush diz que Congresso não deve postergar reforma imigratória

0
816

A Casa Branca tem a difícil tarefa de convencer os republicanos mais recalcitrantes

O presidente George W. Bush afirmou nesta quinta-feira(1) que o Congresso não deve postergar a aprovação definitiva da reforma imigratória, mesmo com as dificuldades para superar as discordâncias no processo legislativo.

Uma semana depois do Senado aprovar sua própira versão da reforma imigratória, Bush voltou a pressionar o Congreso para que resolva logo este tema problemático, levando-se em conta que “a grande maioria dos imigrantes indocumentados é formada por pessoas decentes”.

Durante um discurso diante da Câmara de Comércio dos EUA, Bush reconheceu que, apesar da dificuldade, é importante harmonizar os dois projetos de lei de reforma imigratória aprovados pelas duas Casas do Congresso “É uma tarefa difícil, mas esta dificuldade não deve ser pretexto para evitá-la. O povo americano espera que cumpramos com nossa responsabilidade e entreguemos uma reforma que corrija os problemas do atual sistema”, disse Bush. Enfatizou que a “grande maioria dos imigrantes indocumentados é formada por gente decente, gente muito trabalhadora (…) chave para nossa economia e, no entanto, esta fora do alcance e da proteção das leis”.

O discurso de Bush faz parte de uma campanha de pressão da Casa Branca a favor da reforma imigratória, de olho nas campanhas eleitorais de novembro próximo. Ele visitará também os estados de New México, Texas e Nebraska na próxima semana. Bush destacou que uma reforma imigratória deve incluir mais vigilância fronteiriça para que os EUA obtenha o “pleno controle” da fronteira sul.