Bush vai a comício na Flórida mas candidato a governador falta

0
725

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, foi na segunda-feira à Flórida ajudar o candidato republicano ao governo do Estado, que não compareceu ao comício, irritando a Casa Branca.

O candidato Charlie Crist disse no domingo que não participaria do comício em Pensacola, reduto republicano no noroeste da Flórida, depois que a Casa Branca já havia anunciado que Crist seria precedido pelo presidente.

O cano dado no presidente na véspera das eleições de terça-feira despertou especulações de que Crist estaria tentando evitar ser visto ao lado de Bush, cuja popularidade está abaixo dos 40 por cento.

Durante o comício, Bush não comentou a ausência de Crist. Mas Karl Rove, “guru” político da Casa Branca, ficou visivelmente irritado.

“Tudo o que sei é que ontem de manhã tomaram a decisão de último minuto de irem a Palm Beach ao invés de estarem com o governador, o presidente e 10 mil pessoas em Pensacola”, afirmou Rove a jornalistas.

“Vamos ver quanta gente aparece em Palm Beach `sendo avisada` com 24 horas de antecedência, versus 8 ou 9.000 pessoas em Pensacola”, acrescentou Rove.

A luta pela sucessão do republicano Jeb Bush, irmão do presidente, é acirrada. Assessores de Crist disseram que ele preferiu passar a véspera da eleição em áreas mais estratégicas para a disputa contra o democrata Jim Davis.

Bush dedicou elogios a Crist durante o comício, em que tentou também incentivar os republicanos a votar — o que nos EUA é facultativo.

“Amanhã vocês vão votar para governador e sugiro fortemente a vocês que votem em Charlie Crist”, disse Bush. “Ele é experiente, tem compaixão, vai trabalhar duro por todos os cidadãos deste importante Estado”.

Diante das pesquisas adversas para o seu partido, Bush passou cinco dias visitando dez Estados republicanos. Ele preferiu ficar apenas em redutos governistas para não afastar eleitores independentes onde há disputas acirradas.

O presidente acusou os democratas de planejarem aumentos de impostos e uma retirada desordenada das tropas dos EUA do Iraque. Em seguida, Bush foi ao Arkansas e ao Texas, ajudar nas campanhas para os governos locais.

A deputada republicana Katherine Harris, que ficou famosa por ser a autoridade estadual responsável pela recontagem dos votos na Flórida em 2000, que deu a vitória a Bush contra o democrata Al Gore, participou do comício em Pensacola.

Ela falou antes da chegada de Bush, mas não estava no palanque ao lado dele.

Os democratas da Flórida tentaram usar a ausência de Crist em sua vantagem. Davis marcou uma entrevista coletiva para a noite de segunda-feira em Pensacola.

“Charlie Crist mandou alguém pedir votos nele hoje, mas eu apareci aqui para pedir o seu voto, de modo que possamos mudar a Flórida para melhor”, disse Davis em nota. (Reportagem adicional de Michael Christie em Miami)