Casa Branca animada com resultados do pacote de estímulo

0
463

Republicanos, porém, dizem que recursos são aplicados em projetos dispensáveis

A Casa Branca divulgou em um relatório que o pacote de estímulo de 787 bilhões de dólares elaborado pela administração Obama está apresentando impactos iniciais sobre a economia, embora membros do partido republicano afirmem que os recursos estão sendo aplicados em projetos dispensáveis. No primeiro estudo trimestral a respeito dos resultados gerados a partir da injeção de dinheiro na economia consta que 150 mil empregos foram criados ou poupados desde que a legislação foi sancionada, no final de fevereiro, e que foram disponibilizados mais de 88 bilhões de dólares para programas e projetos. “Continuamos adiantados em relação ao cronograma em diversos programas e, por conta da eficiência e de um gerenciamento seguro, muitos projetos estão sendo implementados dentro do orçamento”, afirmou o vice-presidente dos EUA, Joe Biden, em uma carta que acompanha o relatório.

A administração Obama prevê que 600 mil empregos serão criados ou poupados devido aos recursos do pacote de estímulo nos próximos 100 dias. A expectativa é que 3,5 milhões de empregos sejam criados ou poupados até setembro de 2010. Segundo a Casa Branca, mais de três mil projetos de construção relacionados ao setor de transportes em 52 estados receberam recursos do pacote de estímulo. O governo afirmou também que os créditos fiscais do programa “Making Work Pay” já começaram a ser distribuídos e que os benefícios do seguro-desemprego aumentaram em 25 dólares por semana.

 Apesar disso, o líder do partido Republicano na Câmara dos Representantes, deputado John Boehner, mostrou ceticismo diante dos resultados apresentados pelo governo norte-americano, citando que 800 mil dólares serão gastos para pavimentar uma pista de decolagem alternativa em um aeroporto batizado com o nome de um deputado democrata da Pensilvânia. “Nosso país perdeu cerca de dois milhões e meio de empregos desde o início do ano, e as famílias e pequenas empresas precisam fazer escolhas difíceis todos os dias durante esta recessão. É hora de Washington fazer o mesmo”, disse Boehner.