CCB recebe visita de Ari Abraham Porth

0
884

Deputado estadual democrata quis saber mais sobre a comunidade brasileira

O deputado estadual pelo Partido Democrata, Ari Abraham Porth, integra a bancada minoritária na Assembleia Legislativa, em Tallahassee, mas nem por isto menos ativa. A prova foi a recente tentativa de grupos conservadores em passar no legislativo estadual uma lei de imigração nos moldes daquelas aprovadas no Arizona, Geórgia, Alabama e Carolina do Sul.

Mesmo com cerca de 40% dos representantes na Câmara estadual somente 15 dos 40 senadores, o Partido Democrata conseguiu barrar a lei, graças à força dos grupos pró-imigrantes que se mobilizaram para impedir a aprovação e também à cisão dos parlamentares republicanos de origem hispânica, conforme explicou Porth: A bancada hispânica do Partido Republicano está dividida em relação a uma lei mais dura contra os imigrantes indocumentados, do tipo desta vigente no Arizona.

O representante do distrito 96, que abrange a área de Coral Springs e Tamarac e partes de Fort Lauderdale, Lauderdale Hills e Sunrise, reafirmou que é preciso continuar alerta porque os adversários dos imigrantes estão pensando em reapresentar um projeto de lei anti-imigrante no plenário da Assembleia Legislativa. Portanto, enfatizou a necessidade de as comunidades estrangeiras estarem bem organizadas para pressionar os parlamentares. É preciso repetir o que fez a comunidade hispânica naquela ocasião que se uniu e levou muita gente à Tallahassee, aconselhou Porth, em visita ao Centro Comunitário Brasileiro (CCB), nesta semana.
E ele sabe bem como funciona o sistema legislativo, por ter integrado o staff do então senador Bob Graham, em Washington, e por estar ocupando uma cadeira no parlamento estadual há sete anos. Tanto que ele já considera sua missão cumprida como parlamentar. Porth não pretende candidatar-se à reeleição.

Seus planos futuros incluem uma candidatura para juiz distrital da Corte Juvenil de sua área de atuação. Pleito totalmente legítimo, pois a lei exige que o candidato seja advogado credenciado pelo Bar (associação de profissionais que avaliza o advogado a exercer a profissão após ter sido aprovado em um exame da categoria) há pelo menos cinco anos. E Porth é advogado há 15 anos.

Entretanto, mesmo sem pretensões políticas, o deputado estadual prometeu ajudar no que for possível. E isto inclui colocar os representantes da comunidade brasileira em contato com Wilfredo Ferrer, o representante do secretário da Justiça dos EUA para o sul da Flórida, para que possam manifestar a ele a preocupação de todos com a insegurança vigente que tanto tem assustado os brasileiros e outros estrangeiros indocumentados.