Chuva no Norte e Nordeste e seca no Sul

0
586

Enchentes deixam 180 mil desabrigados e estiagem atinge 162 municípios

Deu a louca no clima no Brasil. Enquanto as chuvas que atingiram 190 municípios brasileiros e obrigaram pelo menos 180 mil pessoas a abandonarem suas casas em oito estados do Norte e Nordeste do país, a situação no Rio Grande do Sul é de emergência em 162 cidades onde a estiagem já dura mais de quatro meses.

A situação é mais grave no Piauí: ao todo são 10.097 famílias desabrigadas no estado mais pobre do país, principalmente na capital, Teresina. O Rio Poti, que corta a cidade, subiu mais de 15 metros do seu nível normal esta semana, fazendo com que as autoridades suspendessem as aulas para 90 mil estudantes.

Os problemas são tantos que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobrevoou a região para acompanhar a situação das cheias e pôde ver como boa parte de Teresina, por exemplo, está debaixo d’água. “A gente tem problemas no mesmo país com a enchente e com a seca. São mudanças climáticas que se discutem hoje”, disse o presidente, que aproveitou para culpar os antigos governantes do Brasil e dos estados do Nordeste pelo longo período em que “o Norte e o Nordeste foram deixados de lado”. O governo federal vai garantir alimentação, medicamentos e, se necessário, material para o atendimento imediato das famílias atingidas pelas enchentes.

No sul, de acordo com a Defesa Civil, mais seis municípios decretaram estado de emergência esta semana. A situação de calamidade é tanta que os agricultores não acreditam numa boa safra este ano. A meteorologia garante que a situação vai melhorar neste fim de semana, com possibilidade de chuvas isoladas no estado.