Circulando

0
2018
Ronira Fruhstuck
Ronira Fruhstuck

Por Jorge Nunes — jjorge@acheiusa.com

Imagens e viagens de Ronira

Há mais de dez anos a fotógrafa Ronira Fruhstuck empresta suas lentes para o AcheiUSA, cobrindo festas, eventos comunitários e reportagens para nós. Ronira construiu ao longo dessa década uma carreira profissional sólida, com reputação de competência e responsabilidade. Mas, quando não está fotografando para o AcheiUSA ou no seu estúdio de Pompano Beach, Ronira corre o mundo em busca de novas imagens. Foi assim que registrou lugares como o deserto de Atacama, a Patagônia, a Índia e quase toda a Europa. Pensando em reunir em um só lugar essas experiências, ela criou um blog, onde vai contar em palavras e imagens suas aventuras fotográficas pelo mundo. “Quando em viagem, essa dinâmica se intensifica e um complementa o outro, a ponto de eu não saber o que veio primeiro: minha vontade de ver o mundo ou o desejo de registrar minhas experiências com minhas lentes. Mas uma coisa é certa: tudo o que eu fotografo eu vivo intensamente”, descreve Ronira. “Eu gostaria que meu blog servisse de inspiração para as pessoas, para que elas saíssem pelo mundo aproveitando o melhor que existe nessa vida, que em minha opinião também são os momentos juntos à natureza. Gostaria que as pessoas acreditassem quando eu digo: se eu posso fazer, você também pode”.  O endereço do blog Fotografia e Viagens é fotosnabagagem.com.

Substituição no Consulado

O cônsul-geral do Brasil em Miami, embaixador Adalnio Senna Ganem, está de saída. Ele deixa o consulado-geral depois de pouco mais de dois anos à frente de uma das maiores representações diplomáticas brasileiras no Exterior, onde cuidou de administrar o atendimento aos brasileiros residentes na região, aos turistas brasileiros e esforçou-se em promover uma maior integração da representação com a comunidade. Ganem apoiou diversas iniciativas culturais durante seu mandato como cônsul-geral, e foi generoso na concessão de uma das maiores honrarias individuais do governo brasileiro, condecorando as produtoras culturais Viviane Spinelli e Maria do Carmo Fulfaro com a prestigiosa comenda da Ordem de Rio Branco. No ano passado, Ganem idealizou o “Brazil – a Journey Through Brazilian Experiences”, reunião de vários eventos comunitários e culturais durante todo mês de setembro, ressaltando a influência dos brasileiros no Sul da Flórida. O evento, infelizmente, foi bastante prejudicado pela passagem do furacão Irma pela Flórida.

Para seu lugar virá o embaixador João Mendes, diplomata de carreira e atual chefe do cerimonial do Ministério das Relações Exteriores.

Mais Ordem

Além de Viviane Spinelli e Maria do Carmo Fulfaro, também o ex-presidente do Banco do Brasil Américas e atual presidente da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos da Flórida (BACCF), Cássio Segura, foi honrado pelo Itamaraty com a comenda da Ordem de Rio Branco. Segura recebeu a honraria do cônsul-geral Adalnio Ganem durante o tradicional baile de gala de Independência da BACCF, que acontece todos os anos nos salões do hotel Four Seasons, no coração da Brickell Avenue, em Miami. O tradicional evento, que reúne a elite empresarial no eixo Flórida-Brasil, teve a presença do fundador da BACCF, Thomas Skola. Criada por ele há 37 anos, hoje a Brazilian-American Chamber of Commerce of Florida é a maior câmara de comércio binacional no estado da Flórida, com centenas de membros ativos, entre empresários e grandes corporações de diversos setores nos dois países.

Prato vazio

E continua o calvário dos restaurantes brasileiros que resolvem investir em Miami. A vítima mais recente foi o Coco Bambu, rede cearense que apostou numa enorme casa em Miami Beach, investindo cerca de $10 milhões no empreendimento. São várias as razões para o insucesso de negócios brasileiros desse tipo nos Estados Unidos, mas a principal parece ser uma falta de assessoria ao empresário no sentido de mostrar a verdadeira dimensão do mercado onde ele vai aplicar o seu dinheiro, suas características locais e as necessidades de marketing num ambiente hiper competitivo. Isso só pode ser feito por quem tem vivência local, mas uma certa autossuficiência do típico empresário brasileiro impede que ele se subordine à avaliação de quem entende mais do que ele sobre a dinâmica de investir nos Estados Unidos. Um caso clássico dessa falta de percepção foi a recente iniciativa da rede Paris 6 na cidade. Não há como ter sucesso em um restaurante com cardápio brasileiro, com clima de bistrô francês, em plena e escaldante Miami Beach, numa esquina pela qual não passa ninguém, por exemplo. Isso não quer dizer que redes de restaurantes brasileiros não podem fazer sucesso nos Estados Unidos — as grandes churrascarias, como Fogo de Chão e Texas do Brasil estão aí firmes e fortes, e há diversos exemplos de pequenos e médios restaurantes, montados por brasileiros residentes nos EUA, que tiveram grande sucesso. Mas isso só acontece com um planejamento específico para um mercado completamente diferente do brasileiro, preferencialmente realizado por alguém com vivência local, experiência e conhecimento empresarial nos Estados Unidos. O sucesso de um empreendimento no Brasil não implica necessariamente o sucesso nos Estados Unidos, e vice-versa. Mas perguntar o caminho certo para quem o conhece aumenta significativamente as chances de ser bem-sucedido.

Setembro é o mês do cinema brasileiro em Miami

Está de volta a Miami a maior vitrine audiovisual brasileira no Exterior. Pela vigésima-segunda vez, a Inffinito Foundation traz para cá o seu Brazilian Film Festival (BRAFF), que apresenta o melhor do cinema brasileiro e leva milhares às salas escuras para curtir os filmes na cidade onde o festival começou. A kick-off party deste ano foi na pizzaria Piola, em Miami Beach, onde Viviane Spinelli, co-diretora do BRAFF, recebeu convidados, falou sobre as atrações que vêm por aí e confirmou a presença de Cacá Diegues, grande homenageado desta edição do Festival. A exibição ao ar livre de “Bye Bye Brasil”, mais famoso filme de Cacá, abre o festival, que terá a mostra competitiva no Regal South Beach 18, em Miami Beach. O BRAFF acontece entre os dias 14 e 23 deste mês.

Antes da mostra competitiva, a atração é a estreia do filme “Quero Botar Meu Bloco na Rua”, de Adriana Dutra, co-diretora e fundadora do BRAFF. O filme é o terceiro na carreira da empresária e cineasta, depois dos documentários “Fumando Espero” e “Quanto Tempo o Tempo Tem”. A exibição é no sábado (15), no Savor Cinema, em Fort Lauderdale, com a presença da diretora.

A importância do BRAFF para a difusão da cultura brasileira pelo mundo pode ser bem medida pela concessão da Ordem de Rio Branco, dada recentemente pelo governo brasileiro para Viviane Spinelli, pelo esforço do BRAFF na divulgação da cultura brasileira pelo mundo.

Confira datas, locais, horários e filmes da mostra competitiva em www.inffinito.com

BizBrazil bis

Já está na gráfica o segundo número da revista BizBrazil Magazine, produto de uma parceria entre o Grupo AcheiUSA e o jornalista Antonio Tozzi, responsável pela editoria da publicação. Idealizada para servir de guia de negócios e ponto de encontro para os empresários interessados na relação comercial entre Flórida e Brasil, a BBM foi muito bem recebida pelo meio empresarial e vem ganhando importância como veículo, graças ao prestígio emprestado pelo nosso grupo de publicações e à reputação de Tozzi como jornalista antenado com os assuntos relacionados com o movimento empresarial entre Brasil e Estados Unidos. Em breve o segundo número vai chegar diretamente pelo correio à mesa de milhares de líderes, entre os mais importantes empresários da região, e ainda será distribuída em centenas de escritórios brasileiros e americanos pelo Sul da Flórida. O website da BizBrazil é bizbrazilmagazine.com.

Festa no Festival

Ainda na onda do Festival de Cinema, a quarta-feira (19) está reservada para a exibição do filme “Uma Quase Dupla”, apresentado pelo AcheiUSA e que está na mostra competitiva. Logo após o filme, o DJ oficial do Festival, Lupa, convida todo mundo para uma superfesta na cobertura do Hotel Townhouse (150 20th Street, Miami Beach), a partir das 9 pm. O hotel volta a receber uma festa do BRAFF, coisa que não acontecia desde 2004. O DJ Lupa prometeu uma seleção para matar a saudade.


Toda a nossa torcida para que o furacão Florence seja clemente com os moradores das Carolinas e de todo o Sudeste americano.