Computadores criados por brasileiro chegam ao mercado americano

0
734

A princípio, vendas serão feitas por meio da internet

DA REDAÇÃO COM PEQUENAS EMPRESAS GRANDES NEGÓCIOS

A princípio, vendas serão feitas por meio da internetO paranaense Emerson Salomão, 41 anos, sempre teve de “se virar”. Filho único e órfão, depois de chegar a Santa Catarina com um carrinho de cachorro-quente, pode-se dizer que tudo deu certo: Salomão se especializou em informática, descobriu um nicho e hoje se prepara para levar seu negócio para o exterior. Ele é o dono da Avell, marca de notebooks de alta performance que chega aos Estados Unidos neste mês.

A Avell é uma marca própria. Ou seja, todos os notebooks têm o nome da empresa. No entanto, a empresa não produz nenhum componente. “Nós compramos todas as peças e fazemos o processo de montagem dos computadores”, afirma Emerson.

Por isso, os produtos conquistaram um dos públicos mais exigentes do mundo da tecnologia: os gamers, que precisam de computadores com uma capacidade de processamento suficiente para rodar seuss jogos. “Vendemos cerca de mil notebooks por mês e mais de 90% deles são comprados por quem joga pelo computador”, afirma Salomão. Segundo o paranaense, a Avell também vende para quem precisa usar programas pesados, como o AutoCAD e editores de vídeo. O preço médio dos notebooks da Avell é de, em média, R$ 3,5 mil.

Atualmente, a Avell tem três unidades, em Joinville, Florianópolis e Curitiba. Este mês, a empresa inicia suas operações em território americano. A internacionalização ocorre por meio de uma joint venture com a Best Solution, empresa americana liderada pelo brasileiro Neldo Santos. A princípio, a Avell dos Estados Unidos funcionará apenas na internet, mas a criação de um ponto de venda físico está nos planos. A Avell também planeja abrir, ainda neste ano, uma unidade em São Paulo. Em 2015, a meta é chegar ao Rio de Janeiro.

Com a Avell, Salomão começou a faturar mais alto. “Achei o caminho. Não concorria tanto com as grandes varejistas e vendia muito bem”, afirma. No ano passado, a Avell faturou R$ 29 milhões. Neste ano, a meta é obter uma receita de R$ 40 milhões. Mais informações no site avell.com.br.