COPA 2014: Fifa esquece Ricardo Teixeira e quer visitas às sedes da Copa com Pelé e R9

0
425

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, divulgou esta semana que pretende visitar as 12 cidades que receberão jogos do Mundial de 2014. Num texto assinado pelo dirigente e publicado no site da entidade máxima do futebol, ele diz que pretende viajar pelo Brasil ao lado de Ronaldo, novo membro do COL (Comitê Organizador Local da Copa), Pelé, da presidente Dilma Rousseff e do ministro do Esporte Aldo Rebelo. O presidente do COL e da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, não é citado por Valcke.

Na última semana, Teixeira pediu licença da Fifa e do COL até o final de janeiro. Apesar de já ter data marcada para voltar, é a primeira vez que o cartola pede licença do comando das duas organizações. O afastamento acontece na mesma época em que é acusado pelo caso ISL e que também seu ex-sogro, João Havelange, deixou o cargo no COI (Comitê Olímpico Internacional) também sob a ameaça de ser expulso por causa de casos de corrupção.

No último sábado (17), quando anunciou o afastamento de Teixeira, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou que poderá revelar o resultado das investigações sobre as denúncias de corrupção envolvendo o brasileiro. Segundo a rede inglesa de notícias BBC, o presidente da CBF, que é um dos principais envolvidos do caso ISL (empresa de marketing possível acusada de pagar propina a alguns membros da Fifa), teria confessado envolvimento no caso desde que seu nome fosse mantido em sigilo.

Além de esquecer de Teixeira, Jèrôme Valcke fez questão de se mostrar alinhado com o governo federal e com os dois ex-jogadores escolhidos para representarem o Mundial: Ronaldo e Pelé. Como ídolo do futebol e maior artilheiro da história da Copas do Mundo, Ronaldo é o nome ideal para promover o evento e dar apoio à organização, escreveu sobre o ex-atacante da seleção brasileira.

Já o Rei do Futebol foi anunciado por Valcke como o grande Pelé, consultor especial de Dilma Rousseff. Além da presidente, o dirigente escalou o ministro do Esporte para a série de visitas às 12 sedes da Copa de 2014.

É fundamental que eu também possa formar minha própria opinião quanto à situação dos preparativos durante as visitas que planejo fazer a cada dois meses às cidades-sedes no ano que vem. Não temos tempo a perder: o relógio está correndo cada vez mais rápido e a expectativa aumenta para todos nós, afirmou o dirigente.

Salvador e Fortaleza serão os primeiros dois destinos da comitiva da Fifa.