Corte Estadual decide manter decisão regional favorável ao casamento gay

0
526

A procuradora-geral do estado, Pam Bondi, tentou, mas não conseguiu. No dia 7 de agosto ela apresentou seu pedido de suspensão das decisões de dois juízes da Flórida que permitiram o casamento entre casais homessexuais. O pedido dela foi negado pela Corte Estadual e, ela agora, espera a decisão da Corte Federal sobre o assunto.

A decisão da Corte Estadual encheu de esperanças milhares de casais homossexuais que moram na Flórida e planejam se casar. O movimento pró casamento gay ganhou força no mês de julho quando um juiz do condado de Monroe, que atende a área de Key West, deu ganho de causa em um processo movido por um casal homossexual que queria se casar, mas era impedido por lei.

Desde então outros juízes (Miami, Tallahassee, Palm Beach e condado de Broward) assinaram decisões favoráveis a casais gays que queriam casar, divórciar ou ter seu casamento, realizado em outros estados, reconhecidos na Flórida.

A advogada Bernadette Restivo, que representa um casal homossexual de Key West, comemorou a decisão da Corte Estadual. “O pedido da procuradora traria muito prejuízo a essas famílias. A cada dia damos um passo à frente nesta questão e esperamos em breve acabar com essa discriminação opressiva contra essas pessoas”, disse ela.