Cresce apoio ao Dream Act

0
642

Políticos e celebridades se juntam a estudantes e ativistas pela aprovação da lei. Votação é hoje, às 2:30pm.

O apoio ao projeto de lei conhecido como Dream Act – que regularizaria a situação imigratória (através da residência temporária) de milhares de estudantes indocumentados prestes a ingressar nas universidades – está vindo de todos os lados. Políticos, celebridades, ativistas e estudantes manifestaram o desejo de que a iniciativa seja o primeiro passo para a solução de um problema que afeta jovens estrangeiros que vivem na América e estão com o futuro ameaçado no País. A votação será na tarde de hoje (terça-feira), na sessão marcada para 2:30pm.
Aqui em Miami, o candidato democrata ao Senado nas eleições de novembro, Kendrick Meek, participou de um ato com os alunos do Miami Dade College pela aprovação do projeto. “É importante que o Dream Act se torne uma realidade, pois não podemos mais perder as mentes brilhantes que formam todos os anos nas escolas”, disse Meek, encorajando o senador republicano eleito pela Flórida, George LeMieux, a votar a favor da medida.
Líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid decidiu incluir uma emenda tratando do ‘Dream Act’ como parte de um projeto de orçamento de defesa e o assunto está na pauta, apesar da insatisfação dos parlamentares de oposição ao governo Obama. “Não se trata de um benefício político para os democratas, mas sim uma questão de justiça para milhares de jovens que têm sua vida paralisada à espera da legalização”, afirmou o senador, rechaçando a acusação dos republicanos de que o objetivo da iniciativa é eleitoreira.
Segundo estatísticas, cerca de 65 mil jovens indocumentados se formam na high school todos os anos nos EUA, mas não podem ingressar em cursos superiores porque não têm documentos e nem recursos para pagar as anuidades exorbitantes das universidades. “Precisamos abrir caminho para os jovens sem documentos nos Estados Unidos, que estão em condições de ingressar na universidade ou que estariam dispostos a se engajar nas Forças Armadas ao fim de seus estudos universitários”, explicou Reid. As chances de aprovação do projeto são boas: são necessários 60 votos, ou seja, o número de democratas na Câmara Alta.
O apoio ao projeto vem também de outros segmentos. A escritora e jornalista Meghan McCain, filha do senador republicano John McCain, discorda das últimas atitudes do pai em relação ao tema e defende uma ampla reforma imigratória, a começar pelo Dream Act. “Trata-se de um primeiro passo para se fazer justiça neste País em relação aos imigrantes. Garantir o futuro dos estudantes é primordial se queremos ver a América retomar seus melhores dias”, disse a jornalista. Outras celebridades também apoiam a ideia, como a cantora Gloria Estefan e o jogador de beisebol Alex Rodriguez.