Crise aumenta abismo entre classes nos EUA

0
625

De acordo com o Wall Street Journal, ricos têm 35,6% da riqueza

Na crise, ricos aumentam participação na riqueza dos EUA – pelo menos foi isso que mostrou uma reportagem publicada no Wall Street Journal esta semana. De acordo com uma análise do economista Edward Wolff, da New York University, os mais ricos do país e que representam 1% da população com maior renda possuem 35,6% de toda a riqueza nacional, um pouco mais do registrado em 2007 (34,6%).

Do mesmo modo, a parcela mais pobre da sociedade americana (os 90% menos abastados) detêm apenas 25% da riqueza. “Isso significa que, na crise, os ricos perderam menos, em termos relativos, que os pobres. Enquanto a classe de 1% das pessoas com mais dinheiro perdeu 27,1% da sua riqueza, a dos 50% mais pobres viu seu patrimônio encolher 70,3%, em média”, concluiu o especialista. Uma das razões para isso, segundo a reportagem, está ligada ao setor imobiliário: o mercado esteve no centro da recessão e representa uma parte muito grande do patrimônio da população menos rica.