CVS da Flórida não venderá mais remédios que possam causar dependência

0
623

Médicos da Flórida prescrevem dez vezes mais receitas de drogas que causam dependência do que todos os outros estados juntos

A CVS disse a alguns médicos da Flórida, a capital nacional das pílulas, que suas farmácias não irão mais atender às receitas prescritas por médicos envolvendo algumas drogas potentes e que podem viciar, revelou um porta-voz da companhia.

“Embora lamentemos qualquer inconveniente que isto possa causar para nossos consumidores, tratamos o fornecimento de substâncias controladas com total cuidado e seriedade”, disse Michael DeAngelis, diretor de relações públicas corporativa da CVS à agência Reuters.

DeAngelis confirmou que a empresa enviou cartas para “um pequeno número de médicos na Flórida” anunciando a decisão, que será aplicada apenas às receitas apresentadas nas farmácias da Flórida, sem dar mais detalhes.

Os médicos da Florida receitam 10 vezes mais oxycodone — medicamento usado para aliviar a dor que é frequentemente usado como droga — do que todos os outros estados combinados, de acordo com estimativas federais. O gabinete da Secretaria de Justiça da Flórida reporta que o estado é a principal fonte de prescrição de drogas ilegais no leste dos Estados Unidos.

Agentes estaduais e federais prenderam dezenas de pessoas este ano, inclusive alguns médicos, durante batidas em todo o estado nas farmácias de manipulação que fornecem narcóticos clinicamente desnecessários, normalmente o oxycodone. O gabinete da Secretaria de Justiça da Flórida divulgou que quase 1,000 clínicas para alívio de dores operam no estado, embora nem todas sejam fraudulentas.

Jeffrey Scott, porta-voz do DEA (polícia federal de combate ao narcotráfico), disse à Reuters que “a notificação da CVS foi uma decisão tomada apenas pela própria CVS e não seguiu nenhuma orientação do órgão”.

Em uma carta com o timbre da CVS Caremark detalhando a medida, uma cópia daquela postada no website do Health News Florida, a companhia revelou sua preocupação em relação às receitas de remédios que podem gerar dependência no estado.

“Esta correspondência é para informar você que as farmácias da CVS não estarão mais aptas a atender às receitas que você prescreveu para as substâncias controladas de narcóticos do o Schedule II”, disse a carta datada de 18 de novembro a um médico cujo nome foi encoberto. “A CVS Pharmacy, Inc. tornou-se bastante preocupada com os crescentes relatórios de prescrições de drogas que causam dependência na Flórida, especialmente com o oxycodone”, acrescentou.

A carta alerta ainda que a CVS continuará a revisar o assunto e notificará os médicos se houver alguma mudança.