Debate imigratório vai pegar fogo na Flórida

0
823

Senador estadual Bill Snyder quer lei semelhante à do Arizona, mas antes pretende ouvir opinião da população

A possibilidade de implantação, aqui na Flórida, de uma lei semelhante à adotada no Arizona no ano passado é real e imediata. O republicano Bill Snyder pretende apresentar, ainda este mês, um projeto no senado estadual com o objetivo de unificar o trabalho das forças policiais no combate à imigração ilegal. Antes, porém, ele quer ouvir o ponto de vista da população sobre o assunto e, para tanto, vai organizar nesta sexta-feira um debate em Palm Beach.
“Eu espero que seja um fórum onde as pessoas expressem suas opiniões e apresentem sugestões para serem incluídas no projeto. Será uma oportunidade de manifestar tanto o apoio quanto a oposição à ideia de uma lei nesse sentido”, disse Snyder, adiantando que pretende aproveitar no texto algumas medidas iguais às da SB 1070. Uma delas pretende, especificamente, impedir a presença de indocumentados em qualquer atividade econômica no estado.
Mais uma vez, a maior polêmica deverá ser a permissão aos policiais de interrogar qualquer um sobre a situação imigratória, com base apenas na suspeita de que a pessoa possa ser um imigrante em situação irregular. Além disso, outro possível trecho do texto vai tratar da obrigação dos empregadores em usar o E-Verify, sistema que permite a verificação do status imigratório dos empregados.
O debate sobre o tema vai pegar fogo, pois a Flórida é um dos estados com o maior número de indocumentados no país. A adoção de tais medidas certamente afastaria muitos imigrantes da região, como aconteceu no Arizona. O êxodo, não há dúvidas, prejudicaria a economia local – agricultura, construção civil, restaurantes e outros setores. Mesmo assim, Snyder diz que tem recebido aplausos pela iniciativa. “Somos um país que tem leis e a população não aprova quando centenas de milhares de pessoas simplesmente ignoram as regras. Não é certo mesmo”, disse o parlamentar.
Quando a SB 1070 foi aprovada em abril, no Arizona, muitos ativistas criticaram o seu conteúdo preconceituoso e racista. A lei foi questionada pelo governo Obama e um juiz bloqueou as partes mais polêmicas do texto. O caso está atualmente na Corte Federal de Apelações. Na campanha para o governo da Flórida, o então candidato Rick Scott anunciou como uma de suas bandeiras um maior rigor contra os imigrantes. Empossado governador esta semana, ele ainda não falou sobre o assunto.