Disputar olimpíada também é coisa de criança

0
683

Atleta camaronesa em Pequim tem apenas 12 anos

Se disputar os Jogos Olímpicos é o momento máximo na carreira de qualquer atleta e motivo de muita emoção, imagina para aqueles competidores que sequer chegaram à adolescência. Este é o caso da nadadora camaronesa Antoinette Guedia, que está a dois meses de completer seu 13º aniversário. Como não há limite de idade entre os participantes das Olimpíadas, Antoinette recebeu da federação de seu país – e dos pais – a permissão para participar do evento esportivo mais importante do mundo.

Apelidada de “Campeã” por suas amigas de raia, a camaronesa entrou poucas vezes em uma piscina olímpica (de 50 metros). A nadadora de 12 anos treina até hoje na piscina de 22 metros do hotel onde deu suas primeiras braçadas, há pouco mais de quatro anos. A pequena Antoinette não conseguiu passar pela fase eliminatória dos 50m livre, mas sabe que terá ainda outras tentativas para atingir o sonho olímpico de uma medalha. Afinal, especialistas dizem que o auge da forma física dos atletas da natação se dá por volta de 23 anos, o que garante à camaronesa pelo menos mais duas Olimpíadas. “Só ter vindo a Pequim já é incrível e motive de orgulho para mim”, disse a atleta mais nova dos Jogos.