Donald Trump e Ricardo Bellino lançam campanha no dia 13

0
503

Os brasileiros conhecem bem o empresário Ricardo Bellino, desde que ele precisou apenas de três minutos para ‘vender’ uma ideia ao milionário Donald Trump e ganhou fama internacional. Pois os dois estão juntos novamente, desta vez para realizar o sonho de milhões de brasileiros que vivem nos Estados Unidos. O empreendimento do momento é a Trump Network, que vai distribuir na América uma linha exclusiva de produtos para a saúde e o bem-estar sob medida para a necessidade de cada pessoa.
“Esta é uma tendência irreversível na distribuição de produtos e um negócio que cresce especialmente em tempos de crise”, enfatiza o brasileiro, que se define como “um homem em missão” e já escreveu cinco livros sobre seu sucesso nos negócios. Mais detalhes sobre a iniciativa só poderão ser conhecidos no dia 13 de novembro (próxima sexta-feira), em Miami, quando o brasileiro e o milionário americano se reunirão com membros da nossa comunidade. Os interessados podem se inscrever gratuitamente no site www.trumpnetwork.com.br. “Vamos transformar o sonho americano no Brazilian Dream”, promete Bellino.

A língua portuguesa no centro dos debates

Encontro em Miami vai tratar das novidades no ensino do nosso idioma

A Professora Augusta Vono, da Florida International University (FIU), coordenará um seminário sobre as novidades em relação ao VIII Congresso da Sociedade Internacional de Português como Língua Estrangeira (Siple). O encontro, realizado em Ouro Preto (Minas Gerais) entre os dias 1º e 3 de outubro, contou com a participação de professores e especialistas do Brasil, Portugal e Estados Unidos, num intercâmbio de experiências no ensino e na aprendizagem do nosso idioma.
A reunião com a professora Augusta Vono será neste sábado (dia 7 de novembro, às 9 am), na biblioteca Green Library (11200 SW 8th Street), no campus da FIU. As reservas para o evento são limitadas e podem ser feitas pelo email vonoa@fiu.edu ou por telefone (786) 412-5913. A Associação Americana de Professores de Português (AATP) apoia a iniciativa.