Economia dos EUA registra pior crescimento desde 2002

0
526

Queda de estoques das empresas teria influenciado resultado

A economia americana teve seu mais baixo índice de crescimento dos últimos quatro anos, com uma elevação de 0,6% no primeiro trimestre.
Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento de Comércio americano.

A cifra ficou aquém das previsões de investidores de Wall Street, que estimavam que o crescimento seria de 0,8% e foi inferior à projetada pelo governo americano há um mês, que previa um crescimento de mais de 1,3%.

De acordo com o Departamento de Comércio, o índice baixo se deve ao elevado déficit comercial americano e à redução dos estoques das empresas do país.

Recuperação

A despeito do índice de crescimento ter ficado abaixo das expectativas, há indicações de que uma recuperação poderá se dar ao longo de 2007.

Os gastos dos consumidors foram de 4,4%. A estimativa era que a cifra se limitaria a 3,8% neste trimestre.

Setor imobiliário segue como ponto fraco da economia americana

A redução dos estoques das companhias americana, de US$ 4,5 bilhões, foi considerada forte, se levada em conta a projeção que indicava um aumento de US$ 14,8 bilhões para os primeiros três meses deste ano.

Mas, ainda que contribua para a queda do crescimento trimestral, a redução permite que as empresas intensifiquem sua produção se os gastos dos consumidores seguirem elevados.

Outro fator que teria contribuído para a taxa mais baixa do que a esperada foi o de que as importações americanas cresceram acima das projeções. O índice de 5,7% superou a prévia estimada para este trimestre, de 2,3%.

Moradia

O setor imobiliário continua sendo um ponto fraco da economia americana. Os preços de moradia subiram 0,5% neste trimeste, o que representa o ritmo mais baixo de crescimento nesta década.

Mas os números ficaram acima do esperado. Os gastos com a construção de novas moradias registraram uma queda de 15,4%. Ainda que este tenha sido o sexto trimestre seguido de baixa, a estimativa é e que o índice chegaria a 17%.

O Federal Reserve, o banco central americano, disse esperar uma ligeira recuperação nos próximos trimestres.