Economia globalizada precisa do dólar baixo

0
550

O Fundo Monetário Internacional sugeriu que uma desvalorização do dólar poderia ajudar os Estados Unidos a reduzir seus déficits em relação ao resto do mundo, equilibrando, desta maneira, a economia mundial. Este foi o teor do comunicado enviado pelo FMI aos ministros das Finanças do G-20, o grupo dos 20 países mais poderosos. A instituição acredita que uma nova desvalorização efetiva da taxa de câmbio do dólar contribuiria para uma queda duradoura do déficit das contas correntes dos Estados Unidos, dando sustentação a um crescimento mais equilibrado.

Outra preocupação da equipe do Fundo é em relação ao ritmo desigual da recuperação da economia mundial, ameaçando com o superaquecimento as nações emergentes. “Iniciativas políticas cooperativas e sincronizadas, para reduzir as vulnerabilidades e reequilibrar o crescimento, são necessárias para sustentar a recuperação global”, diz a nota do FMI. A reunião do G20 produziu um acordo sobre como medir os desequilíbrios econômicos globais, mas as objeções da China a incluir as taxas de câmbio como indicador resultaram em um comunicado vago.