Economia informal cresce mais que o PIB no Brasil

0
398

Atividades ilegais e sonegação estão entre as causas do aumento de 22,6% em comparação com a soma das riquezas do país em 2009

Num período de 12 meses, entre junho de 2008 ao mesmo mês deste ano, a economia informal cresceu 22,6% acima da variação do Produto Interno Bruto no Brasil. A chamada Economia Subterânea prosperou graças à ilegalidade (tráfico de drogas, compra e venda de produtos roubados e pirataria, entre outras atividades) e ao desejo de sonegação de tributos e direitos trabalhistas, mesmos nas ações lícitas.

“Durante o período de maior impacto da crise, a economia subterrânea cresceu fortemente, um sintoma de que alguma coisa está errada”, informou o professor Fernando de Holanda Barbosa Filho. Ele, porém, não ousou dizer que toda a atividade informal é ruim – e citou como exemplo o ambulante que, com uma flexibilidade e velocidade incríveis, vende guarda-chuva na porta do metrô minutos após começar a chover.

O especialista acredita que a economia subterrânea deverá manter um crescimento acima da variação do PIB no segundo semestre de 2009 e no começo de 2010. Segundo ele, isso ocorrerá pois a economia aquecida incentiva também a economia informal. Já o economista e ex-ministro Marcílio Marques Moreira enfatizou que ainda não é possível dizer com segurança quanto a economia informal representa do PIB. “Há estimativas muito diferentes, que vão de 11% a 45% da economia”, argumentou. Segundo ele, citando também o exemplo do ambulante no metrô, muitas vezes o guarda-chuva vendido informalmente e sem nota fiscal foi comprado no mercado formal. “Precisamos, sim, fazer com que a economia formal perca um poucxo de sua rigidez e que a economia informal caminhe para a formalidade”, finalizou.