Histórico

Emerson Leão deve assumir o Corinthians nesta terça

Treinador discipliinador é aposta pessoal do presidente do clube, Alberto Dualib

Emerson Leão é o novo técnico do Corinthians. O presidente Alberto Dualib foi à casa do treinador na noite de segunda-feira (14) fechou o acordo. Ele deve assumir nesta terça à tarde (15) e dirigirá a equipe contra o Fluminense, na quarta (16), no Rio Assume com todos os poderes para afastar quem quiser do time – mesmo os argentinos Tevez e Mascherano.

Para salvar a equipe, última colocada do Brasileiro, terá autonomia para acabar com as ‘panelas’ de jogadores que dominam o clube. E foi orientado a colocar um fim nos privilégios para as estrelas da MSI. Viagens à Argentina serão controladas rigidamente.

Dualib resolveu por telefone o maior entrave, que era a multa de R$ 2 milhões que o São Caetano tinha direito pela liberação de Leão antes do final de dezembro. O treinador disse que só iria para o Corinthians se fosse resolvida a questão da multa. É possível que jogadores sejam emprestados para o clube do ABC como compensação.

A contratação de Leão é uma aposta pessoal de Dualib. Kia Joorabchian queria Parreira. O convite ao ex da Seleção foi feito domingo à noite. Parreira foi político, não disse não diretamente. Pediu R$ 700 mil mensais, sabendo que o Corinthians não aceitaria pagar o salário exorbitante. E estava certo.

O diretor da MSI, Paulo Angioni, propôs o nome de PC Gusmão, que se desligava do Cruzeiro. Foi a vez de Dualib se rebelar. “Nós sempre cedemos em relação aos técnicos que a MSI escolheu para o Corinthians. Agora é a nossa vez. Não quero o PC. Queremos o Leão”, disse Dualib. O recado chegou até Kia, em Londres.

Dualib ficou decepcionado com a postura passiva de Geninho em relação à briga entre Marcelinho Carioca e Mascherano. Foi a gota d’água que causou a demissão do ex-treinador corintiano. Leão fará uma ‘cartilha’ que controlará até as declarações dos jogadores à imprensa.

O iraniano estava preocupado em relação ao fato de o treinador ter afirmado publicamente não gostar de jogadores argentinos. Isso impediu a sua contratação o ano passado no lugar de Márcio Bittencourt. Tevez pediu a Kia e Leão não foi contratado. Atualmente em baixa, os argentinos do Corinthians não têm como impedir a chegada do disciplinador. Mesmo entre as outras estrelas do elenco, os métodos duros de Leão não são apreciados.

E para preocupação desses atletas, o treinador terá total autonomia para trabalhar. “Chegou a hora de um treinador com personalidade para enfrentar esse elenco. Afastar, punir quem precisar, sem olhar para nome ou salário. O Leão é o mais indicado. O nosso elenco está precisando de um tratamento de choque”, disse Dualib aos seus aliados.

Com a chegada de Leão, as saídas de Ricardinho e Gustavo Nery para a Europa serão travadas. O destino dos dois está nas mãos do novo técnico, embora Ricardinho diga que não quer mais ficar.

Chegará com a sua comissão técnica o preparador físico e sobrinho do técnico, Fernando Leão, mais o preparador de goleiros e auxiliar Pedro Santilli. O salário oferecido a Leão foi de R$ 300 mil mensais. “O Leão vai fazer muita falta por aqui”, disse o lateral Anderson Lima, do São Caetano.