Emoção em New York ao som de música clássica

0
691

Maestro João Carlos Martins se apresentra com Arthur Moreira Lima no Lincoln Center

Mais de duas mil pessoas compareceram ao Lincoln Center, em New York, para assistir a uma apresentação rara de dois ‘monstros’ da música clássica. Os brasileiros João Carlos Martins, maestro da Bachiana Filarmônica SESI SP, e o pianista Arthur Moreira Lima, como solista, executaram composições de Bach e Villa Lobos. O encanto da plateia era justificado: além da inegável qualidade do espetáculo, a noite foi especial porque no palco estava um vencedor: O maestro, que venceu todos os obstáculos para continuar vivendo a sua paixão intensamente – a música.

“Quando ele tocou o Hino Nacional Brasileiro foi uma mistura de emoção, orgulho e crença. Emoção por estar longe do nosso país, orgulho de ser brasileira e a crença porque o maestro mostrou que tudo é possível na vida”, disse Maria Amélia Gouveia, moradora de New York e uma ‘estreante’ de concertos de música clássica. O Hino Nacional, aliás, foi executado com um arranjo que mixou vários ritmos brasileiros.
Um dos momentos mais aplaudidos da noite foi quando João Carlos – que perdeu o movimento dos dedos – decidiu se sentar ao piano. Muita gente chorou. “Eu fiquei com um nó na garganta. É sempre bom voltar a New York e ver o público feliz. É isso que faz sentido na vida da gente. Se eles se emocionaram, imaginem eu”, declarou o maestro, que viveu em Manhattan.

A vida de João Carlos inspirou um tocante documentário chamado ‘Paixão segundo Martins’, que já venceu quatro festivais internacionais e foi visto por mais de um milhão de pessoas. Além disso, no carnaval do ano que vem ele será homenageado pela escola de samba Vai-Vai, do grupo especial de São Paulo, como o tema do enredo ‘A música venceu’. No último capítulo da novela ‘Viver a Vida’, da TV Globo, ele deu seu depoimento e tornou-se um exemplo de superação e força de vontade para toda a nação.