Estelionatário brasileiro é procurado pela Polícia

0
1666

Marco Guizan está foragido depois de aplicar golpes em quatro estados

Quando chegou a Port St. Lucie, Marco Guizan cativou a comunidade brasileira naquela região: bom papo e cheio de casos interessantes, ele ofereceu emprego a muita gente, no seu business ligado à construção. Em cerca de três meses, o brasileiro de 43 anos não apenas destruiu sua boa imagem, como ainda causou prejuízos em torno de 300 mil dólares entre seus compatriotas. Hoje, Marco está foragido e é procurado pela Polícia de quatro estados norte-americanos, Flórida, Carolina do Norte, Nova York e Nova Jersey.

Uma das vítimas na Flórida é James Ferraz, brasileiro que mantém uma distribuidora de granito. Ele forneceu cerca de 15 mil dólares em material para o estelionatário, mas recebeu como pagamento dois cheques sem fundo. Outros estabelecimentos brasileiros, como supermercados e restaurantes, e até trabalhadores que prestaram serviço à firma de Marco também foram lesados.

Segundo as autoridades policiais de Port St. Lucie, os prejuízos causados pelo brasileiro devem ser ainda maiores: “Muita gente não apareceu para prestar queixa devido à situação de ilegalidade no país”, disse o oficial Wagner Leite, lembrando que os brasileiros não precisam temer o comparecimento à Polícia devido ao status do passaporte.

Ao todo são 17 acusações contra Marco, entre elas falsidade ideológica. Ele já passou cinco anos na prisão há algum tempo, mas violou a liberdade condicional e pode ser condenado a até 10 anos de detenção e, depois, ser deportado. Informações sobre o golpista podem ser fornecidas pelo telefone (772) 871-5001.